Logo paivense
Logo paivense

Há 31 cursos com emprego garantido para recém-formados

Bobo Boom / Flickr

Entre licenciaturas e mestrados, existem 31 cursos no Ensino Superior com uma taxa de desemprego igual a zero entre os recém diplomados. Teologia, Medicina e Engenharias são alguns destes cursos.

Os cursos com desemprego zero são, por exemplo, as três licenciaturas de Teologia na Universidade Católica, ou a licenciatura de Tradução e Interpretação de Português/Chinês e Chinês/Português, do Politécnico de Leiria.

Somam-se os cursos de Ciências do Mar, da Universidade de Aveiro, Meteorologia, Oceanografia e Geofísica, da Universidade de Lisboa, ou ainda Música, variante de Execução, do Politécnico de Lisboa, segundo o Diário de Notícias.

Também se juntam à lista os seis mestrados integrados de Medicina e três cursos de Enfermagem, da Escola Superior de Saúde Egas Moniz, da Escola Superior de Saúde da Cruz Vermelha Portuguesa e do Politécnico de Setúbal.

Também as Engenharias apresentam números de zero desemprego. Engenharia de Materiais e o de Micro e Nanotecnologias, ambos na Universidade Nova de Lisboa, Engenharia Física na Universidade do Porto e Engenharia Informática na Universidade de Aveiro – todos lecionados em estabelecimentos de ensino público. No total, são vinte cursos do ensino público e dez no privado.

Em sentido oposto, o curso de Arquitetura da Universidade de Évora registou a maior taxa de desemprego (30,3%) entre os alunos formados no ano letivo de 2015/2016. Seguem-se cursos de Comunicação Multimédia (22,1%), no Instituto Politécnico da Guarda, e Arquitetura (21,7%) na Escola Superior Artística do Porto.

Com 22% de diplomados desempregados, o curso de Educação Ambiental da Escola Superior de Educação de Bragança ocupa o terceiro lugar.

O desemprego caiu para 5,5% no ensino público, e em 2015 era 8,6%. No privado também se registou uma quebra: de 12,7% em 2015, para 5,7% em 2018. O portal mostra ainda que 80% dos alunos continua inscrito no Ensino Superior após frequentar o primeiro ano.

Os dados foram disponibilizados, esta sexta-feira, no portal Infocursos, gerido pela Direção Geral de Estatísticas de Educação e Ciência. A menos de duas semanas da abertura das candidaturas ao Ensino Superior, a página pretende ser uma ferramenta de apoio para os alunos. As candidaturas arrancam no próximo dia 18 de julho.

Fonte: ZAP