Logo paivense
Logo paivense

Há um asteróide 9 vezes maior do que Portugal a caminho da Terra

NASA

Asteroide Vesta

O asteróide Vesta é nove vezes maior do que Portugal. Este gigantesco corpo celeste está muito próximo do nosso planeta e pode ser visto a olho nu.

Há um enorme corpo celeste, rochoso e metálico, a caminho da Terra. O asteróide Vesta, ou 4 Vesta, mede mais de 500 quilómetros de diâmetro e conta com cerca de 800 mil quilómetros quadrados de área, ou seja, é nove vezes maior do que Portugal e 50 vezes maior do que o meteoro que extinguiu os dinossauros.

Existem muitos asteróides no Sistema Solar e a maioria encontra-se normalmente no cinturão de asteróides entre Marte e Júpiter. O Vesta pode ser avistado no céu noturno sem qualquer ajuda, perto da constelação de Sagitário, até dia 16 do próximo mês.

Colossal de tamanho e com uma aparência imponente de tão grande e brilhante que é, o asteróide pode ser observado a olho nu, mesmo estando a uma distância de 106 quilómetros.

Ainda assim, a NASA garante que este majestoso corpo celeste, que ganhou o nome Vesta graças a uma deusa romana que personifica o lar na mitologia romana, não tem qualquer hipótese de causar impacto com o nosso planeta.

Se até dia 16 de julho olhar para o céu à noite e vir um ponto amarelo escuro, saiba que está a observar um dos maiores asteróides conhecidos pela humanidade. Comparado com outras rochas espaciais, a superfície do Vesta chega a refletir mais luz do que a própria Lua.

De acordo com o Express, o asteróide foi visível pela última vez em 2011. Agora, poderá ser visto a olho nu a partir do hemisfério sul (que o verão a sudoeste da constelação Sagitário) e norte (que o localizarão a noroeste da constelação).

Ceres ocupa o primeiro lugar do pódio, mas Vesta é o segundo maior corpo celeste rochoso a orbitar no cinturão de asteróides. Além do asteróide descomunal, Saturno e Marte também serão visíveis a olho nu até meados de julho.