Logo paivense
Logo paivense

Jaime Gama trabalha para empresa que produz e vende canábis

Assembleia da República

Jaime Gama na Comissão de Defesa Nacional no Parlamento.

Jaime Gama, antigo presidente da Assembleia da República e ex-ministro de Governos socialistas, foi contratado como consultor pela Tilray, uma empresa de pesquisa, cultivo, produção e distribuição de canábis para fins medicinais e canabinóides.

A notícia é avançada pelo Público que refere que o anúncio da contratação de Jaime Gama foi feito em Dezembro passado.

“A Tilray convidou-me para integrar o seu conselho consultivo internacional, a par de muitas outras individualidades internacionais, e aceitei”, refere o antigo ministro ao jornal.

“Trata-se de uma empresa que exerce actividade autorizada em Portugal e certamente aprecia ter em conta a opinião de quem integrou um governo (1995-2002) pioneiro de novas políticas para debelar a toxicodependência, hoje internacionalmente reconhecidas pelos seus resultados positivos”, acrescenta Jaime Gama.

Na mesma nota enviada ao Público, o ex-ministro sustenta que vai contribuir para o cargo com “total independência de avaliação”, perante “a dimensão e a exigência” do debate em torno da canábis e “com base em critérios de ordem ética e científica, e sempre no acatamento de um quadro jurídico nacional e internacional”.

O Parlamento português aprovou o uso terapêutico da canábis em Junho de 2018. Deste modo, a partir do próximo mês de Fevereiro os médicos vão poder prescrever medicamentos derivados desta planta.

Um mês depois da aprovação da medida, a Tilray anunciou um investimento da ordem dos 20 milhões de euros em Cantanhede na criação de uma unidade de produção de canábis medicinal.

Em entrevista à revista Sábado, o presidente da Tilray, Brendan Kennedy, refere que “Portugal vai abastecer a Europa de canábis medicinal“.

Fonte: ZAP