Logo paivense
Logo paivense

Medicamentos de cannabis serão vendidos em farmácias a partir de abril

A Autoridade Nacional do Medicamento e Produtos de Saúde (Infarmed) aprovou o uso da primeira substância à base da cannabis para fins medicinais em Portugal e poderá ser vendida a partir de abril, mediante receita médica.

O produto vai receber o nome de “Tilray Flor Seca THC 18”, que é a flor seca com THC (a substância psicoativa). Produzido pela gigante canadense Tilray, será comercializado em sacos de 15 gramas por 150 euros.

A princípio, o produto farmacêutico da gigante canadense Tilray será comercializado em sacos de 15 gramas por aproximadamente 150 euros. Segundo o Observatório Português de Canábis Medicinal (OPCM), o produto consiste em “flores secas da planta de Cannabis sativa, com 18% de THC e menos de 1% de canabidiol (CBD)”. conforme explica o Observatório Português de Canábis Medicinal (OPCM).

A flor seca aprovada pode apenas, contudo, ser usada através de vaporização com dispositivo médico certificado. Entretanto, o medicamento possui uma contraindicação para o uso terapêutico em casos de epilepsia, que tem de ser tratada com uma combinação inversa: um valor elevado de CBD e baixo THC.

Ainda assim, os sintomas que podem beneficiar da eficácia do produto de cannabis são a espasticidade associada à esclerose múltipla ou lesões da espinal medula, náuseas e vómitos (resultante de quimioterapia, radioterapia, terapia de HIV e medicação para hepatite C), estimulação do apetite nos cuidados paliativos de doentes oncológicos, dor crônica, síndrome de Gilles de la Tourette, e glaucoma resistente à terapêutica.