Logo paivense
Logo paivense

“Mesmo com mudanças de Governo”, Portugal vai investir na ligação entre Lisboa e Porto

Miguel A. Lopes / Lusa

O ministro das Infraestruturas e da Habitação, Pedro Nuno Santos

Pedro Nuno Santos, ministro das Infraestruturas, considera que há um “consenso alargado” sobre a necessidade de encurtar a ligação ferroviária entre Lisboa e Porto.

A linha de alta velocidade entre Porto e Lisboa vai reduzir o tempo de viagem para 1h15, de acordo com o que está previsto no Programa Nacional de Investimentos (PNI). Pedro Nuno Santos garante que há um “consenso alargado” em Portugal, pelo que não deverá repetir-se o atraso de mais de 20 anos, entre o anúncio de 1999 e o de 2020.

“Mesmo com mudanças de Governo não deixaremos de fazer esse investimento”, disse o ministro das Infraestruturas em entrevista ao “Tudo é Economia” da RTP3.

De acordo com o ECO, o governante apontou a existência de um “consenso alargado”, pelo menos entre o PS e o PSD, sobre a necessidade de reduzir o tempo de viagem entre as duas principais cidades do país. A perspetiva é que o projeto não caia no esquecimento caso outro partido governe.

O diário adianta ainda que a obra vai custar 4,5 mil milhões de euros para que os comboios circulem a 300 quilómetros por hora, diminuindo para menos de metade o atual tempo de viagem.

Para já, a nova ligação vai ser construída em bitola ibérica, o que vai permitir que comboios de passageiros atualmente em circulação utilizem a ferrovia, mas faz com que seja impossível circular a mais do que 250 quilómetros por hora. No futuro, terá carris polivalentes para que possa migrar para a bitola europeia.


Fonte: ZAP