(dr) Daniel Aplin

Um grupo de mergulhadores encontrou uma lula de cerca de quatro metros, no fim-de-semana passado, numa praia de Wellington, na Nova Zelândia.

Daniel, Jack e Matthew Aplin estavam a passear pela costa sul de Wellington, na Nova Zelândia, no fim-de-semana passado, enquanto procuravam um bom lugar para fazer pesca submarina, quando avistaram uma criatura impressionante numa das praias.

Os irmãos pararam o carro para perceber melhor do que se tratava: uma lula gigantesca, muito maior do que qualquer um deles (como se pode ver nas fotografias acima).

“Depois de mergulhar, voltámos ao local com uma fita métrica e medimos o animal, que tinha 4,2 metros de comprimento”, contou Daniel Aplin ao The New Zealand Herald. Por sua vez, outro transeunte que também mediu o animal disse que tinha 4,5 metros.

Daniel partilhou as fotografias da descoberta na página do Facebook “OCEAN HUNTER Spearfishing & Freediving Specialists”, que rapidamente captaram a atenção de outros pescadores e mergulhadores.

De acordo com um porta-voz do Departamento de Conservação da Nova Zelândia, o animal é quase de certeza uma lula-gigante – Architeuthis dux. Esta espécie é provavelmente o maior cefalópode, o maior molusco e provavelmente o maior invertebrado conhecido no mundo (só a lula-colossal – Mesonychoteuthis hamiltoni é que lhe faz concorrência).

Em média, as lulas-gigantes variam de três a nove metros de comprimento, embora possam atingir até 13 metros. A cabeça, corpo e tentáculos costumam pesar até 455 quilos.

Os cientistas sabem muito pouco sobre estas espécies que vivem no fundo do mar porque raramente são vistas. A maioria das observações vem de espécimes ocasionais que aparecem na costa, tal como neste caso, ou capturados acidentalmente por pescadores.

Os três irmãos entraram em contacto com o Instituto Nacional de Pesquisa Aquática e Atmosférica da Nova Zelândia, que já tratou de tudo para que a lula fosse recolhida e posteriormente examinada.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 + 12 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.