Início Ciência Os terraplanistas vão fazer um cruzeiro para chegar à parede de gelo...

Os terraplanistas vão fazer um cruzeiro para chegar à parede de gelo do fim do mundo

COMPARTILHAR

Os organizadores das Conferências Internacionais de Terra Plana, pessoas adeptas da teoria de que o planeta não tem forma de esfera, vão organizar um cruzeiro em 2020.

Um grupo de defensores da Teoria da Terra Plana anunciou a sua “maior, melhor e mais ousada aventura” se sempre: um cruzeiro ao Fim do Mundo, que se prepara para zarpar em 2020. Os que participarem na expedição poderão usufruir de restaurantes, piscinas e talvez até mesmo uma onda artificial.

O cruzeiro está a ser organizado por responsáveis da FEIC, a Conferência Internacional da Terra Plana, que acreditam que a Terra é um disco plano cercado por uma grande barreira de gelo.

Há vários argumentos científicos que contradizem a Teoria da Terra Plana, e um deles entra em acção precisamente na logística da própria expedição: os sistemas de navegação do navio de cruzeiro, e de quase todos os navios, que lhe vão permitir “navegar até ao fim do Mundo”, são baseados no facto de que a Terra é redonda.

“Os navios navegam com base no princípio de que a Terra é redonda”, diz ao The Guardian Henk Keijer, ex-capitão de navio de cruzeiro que navegou em todo o mundo durante uma carreira de 23 anos. “As cartas náuticas são projetadas com isto em mente: a Terra é redonda”.

Keijer, que agora trabalha como perito naval forense da Robson Forensic, disse que a existência do GPS, o sistema de posicionamento global, é a prova de que a Terra é uma esfera, não um disco achatado. O GPS conta com 24 satélites principais que orbitam a Terra para fornecer informações posicionais e de navegação. “A razão pela qual 24 satélites foram usados é por causa da curvatura da Terra“, disse Keijer.

“É necessário um mínimo de três satélites para determinar uma posição GPS. Mas alguém localizado no outro lado da Terra também gostaria de saber a sua posição, por isso exigem um certo número de satélites”, explicou.

“Se a Terra fosse plana, bastariam apenas três satélites para fornecer essa informação a todos. Mas não é suficiente, porque a Terra é redonda”.

Embora existam teorias diferentes dentro da comunidade da Terra Plana, a crença central é que a Terra é plana. A FEIC afirma que depois de “extensas experiências, análises e estudos”, os seus adeptos acreditam que a Terra não é uma esfera.

Um modelo comum dos terraplanistas para a topografia exata da Terra é que é um enorme disco, com o Polo Norte no centro, cercado por “uma barreira de gelo” – a Antártida. A Sociedade da Terra Plana, que não está ligada à FEIC, sugeriu que “as agências espaciais de todo o mundo” conspiraram para falsificar “viagens e explorações espaciais”.

“Isso provavelmente começou durante a Guerra Fria“, diz a Sociedade da Terra Plana. “A URSS e os EUA estavam tão obcecados em vencer a corrida ao espaço, que cada um dos lados falsificou as suas realizações na tentativa de se manter a par das alegadas conquistas do outro”, sustentam os Terraplanistas.

A FEIC não respondeu aos pedidos de mais informações sobre o cruzeiro – por exemplo, se a tripulação contará com pessoas que acreditam na teoria da Terra Plana. Mas Keijer diz que isso seria difícil. “Naveguei dois milhões de milhas, mais ou menos”, explica Keijer, “e nunca encontrei um capitão de mar que acredite que a Terra é plana.”

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

4 × four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.