NASA HQ PHOTO / Flickr

O diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin

O plano de Elon Musk de bombardear Marte é apenas um pretexto para o lançamento de armas nucleares para o Espaço, disse o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin.

Bombardear Marte para tornar o planeta habitável para humanos é a solução de Elon Musk, que já tinha sido mencionada anteriormente pelo empresário norte-americano. O uso de bombas nucleares no Planeta Vermelho, segundo alguns especialistas, poderia fundir as calotas polares e libertar grandes quantidades de dióxido de carbono para a atmosfera.

Isto permitiria criar uma espécie de efeito de estufa, que acabaria por aumentar a temperatura e a pressão atmosférica do planeta. Teoricamente, estas condições tornariam o planeta habitável para seres humanos.

No entanto, o diretor da agência espacial russa Roscosmos, Dmitry Rogozin, não acredita no plano de Musk e considera que os Estados Unidos podem valer-se dele como pretexto para enviar armas nucleares para o Espaço. No fundo, segundo o The Moscow Times, por trás deste plano mirabolante do empresário, estão interesses estratégicos siderais norte-americanos.

“É pouco provável que se consiga explodir Marte, mas o pretexto para lançar uma arma termonuclear no Espaço é óbvio”, escreveu Rogozin, no Twitter, no dia 18 de maio. Na sua opinião, os Estados Unidos estão a enveredar por um caminho de “militarização do Espaço”.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

twelve − five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.