Uma equipa de cientistas anunciou esta segunda-feira estar a tentar averiguar a origem de gelo cor-de-rosa num glaciar nos Alpes italianos. O fenómeno deverá ser provocada por algas que aceleram os efeitos das mudanças climáticas.

A origem das algas tem sido controversa, mas a cor rosa da neve, observada na zona do glaciar Presena, parece ser causada pela mesma planta descoberta na Gronelândia, segundo um investigador do Centro de Pesquisa Nacional, Biagio Di Mauro.

“A alga não é perigosa, é um fenómeno natural que acontece durante a primavera e o verão nas latitudes moderadas, mas também nos polos”, explicou o cientista italiano que estuda o fenómeno citado pela agência Lusa.

Da espécie Ancylonema nordenskioeldii, as algas também existem na Gronelândia, numa zona onde os glaciares derretem. “Estamos a tentar quantificar os efeitos de outros fenómenos para além do sobreaquecimento da Terra provocado por atividade humana. Estes fenómenos naturais, como as algas, podem estar ligados à presença de humanos a esta altitude”, continuou Biagio Di Mauro.

Em tempos normais, o gelo reflete mais de 80% dos raios solares na atmosfera, mas as algas obscurecem a neve que absorve mais o calor, e derrete também mais rapidamente. À medida que a neve se funde rapidamente, aparecem mais algas, o que dá a cor rosa ao glaciar branco do Gavia, a 2.618 metros de altitude.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

one × 5 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.