Mohamed Hossam / EPA

O governo japonês aprovou o uso da dexametasona como tratamento contra a covid-19, depois de um ensaio clínico britânico ter demonstrado que o esteroide pode reduzir a mortalidade em casos graves, de acordo com a imprensa local.

A dexametasona é um esteroide de baixo custo facilmente acessível em todo o mundo. Em junho, um grupo de investigadores da Universidade de Oxford publicou um estudo que indica que o tratamento com baixas doses do medicamento poderia reduzir o risco de morte num terço dos pacientes graves, noticiou esta quarta-feira agência Lusa.

Após a descoberta, a Organização Mundial de Saúde (OMS) instou os países a aumentar a produção e distribuição em massa do medicamento.

A dexametasona é o segundo medicamento aprovado como tratamento para a covid-19 no Japão, depois do Remdesivir, aprovado em maio passado.

O Ministério da Saúde, Trabalho e Bem-Estar japonês incluiu a dexametasona na última versão do seu manual de orientações para o tratamento de pacientes com o coronavírus, e decidiu também que o medicamento será coberto pelo seguro nacional de saúde.

A pandemia de covid-19 já provocou mais de 610 mil mortos e infetou mais de 14,7 milhões de pessoas em 196 países e territórios, segundo um balanço feito pela agência AFP. A doença é transmitida por um novo coronavírus detetado no final de dezembro, em Wuhan, uma cidade do centro da China.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 10 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.