nikonimages / Flickr

Fábrica da Honda no Ohio

A empresa da área automóvel pediu que alguns colaboradores dos serviços de administração passassem a desenvolver tarefas na linha de montagem automóvel, substituindo assim funcionários que tiverem de se ausentar devido a casos de testes positivos à Covid-19.

De acordo com o “The Drive” os trabalhadores da Honda, em Ohio, começaram por receber um e-mail solicitando que ocupassem, de forma voluntária, os lugares dos trabalhadores ausentes na linha de montagem.

Contudo, na semana passada, foi enviado novo pedido, desta vez de cariz obrigatório, para que alguns funcionários de áreas administrativas, como é o caso de contabilistas ou comerciais, passassem a operar na montagem dos veículos.

Segundo um colaborador que preferiu manter-se anónimo, esta nova abordagem por parte da empresa deve-se ao facto de não ter havido grande adesão e por isso “foi necessário tornar a atividade obrigatória”.

O surto de coronavírus no mundo fez com que a empresa japonesa adotasse uma nova conduta para os seus colaboradores, pois “independentemente de querer estar ou não na linha de montagem, poderá ser chamado” afirma o mesmo colaborador.

Nos últimos tempos a empresa perdeu muitas pessoas na linha de montagem devido ao aparecimento de casos positivos de Covid-19, o que originou algumas carências que não são facilmente colmatadas. Uma porta-voz da Honda admite que esta não é a primeira vez que é usado este método para resolver falhas.

Numa empresa onde há uma grande procura, a porta-voz explica que houve a necessidade de aplicar uma diferente gestão dos recursos humanos existentes, mas assume que a questão está ser agilizada, “estamos a trabalhar para atrair novos funcionários para apoiar as nossas necessidades de produção”.

Além de se sentirem injustiçados por serem obrigados a trabalhar numa área para a qual não foram contratados, os trabalhadores acreditam que a sua saúde está em risco, tendo em conta que estão a ser recolocados num ambiente mais restrito, em termos de espaço, e onde já estiveram pessoas que testaram positivo à Covid-19.

A Honda assume ainda que cumpre todas as normas de distanciamento social que são exigidas e que tem a capacidade de testar o vírus internamente.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

5 × three =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.