O volume de pagamentos através do PayPal cresceu 30% no segundo trimestre. A empresa parece resistir à pandemia de covid-19, que abalou o setor das viagens, cujos pagamentos estão muitas vezes associados a meios eletrónicos.

De acordo com o jornal norte-americano The Wall Street Journal, e apesar de alguns dos setores que mais utilizam os pagamentos eletrónicos terem sido afetados, a pandemia levou também a mudanças nas formas como as pessoas fazem compras.

Na prática, as pessoas estão a recorrer mais aos pagamentos digitais em detrimento das compras em lojas físicas com dinheiro e/ ou cartão – e esta mudança de paradigma está a conseguir não só colmar as receitas perdidas com outras áreas, como as viagens e turismo, como está também a permitir ao PayPal crescer.

O volume de pagamentos através do PayPal cresceu este 30% no segundo trimestre quando comparado com 2019, apesar de ter registado uma quebra de quase dois terços nos pagamentos associados a viagens e eventos.

Trata-se de um crescimento 19% da empresa mesmo período.

Também as transações internacionais cresceram 24% no segundo trimestre relativamente ao ano anterior. As pessoas podem não estar a viajar, mas os compradores online continua a fazer gerar o mercado, cruzando fronteiras digitalmente.

A pandemia de covid-19 já matou pelo menos 708.236 pessoas em todo o mundo desde que o vírus foi detetado na China, em dezembro, refere o último balanço feito pela Agência France-Presse (AFP) com base em dados oficiais.

Ao todo, 18.843.580 casos de infeção foram oficialmente diagnosticados em 196 países e territórios, dos quais pelo menos 11.159.300 já foram considerados curados.

O número de casos diagnosticados só reflete, no entanto, uma fração do número real de infeções, já que alguns países testam apenas casos graves, outros fazem os testes para rastreio e muitos países mais pobres têm uma capacidade limitada de fazer testes.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

three + eleven =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.