A vacina contra a gripe pode desempenhar um papel fundamental no controlo da pandemia de covid-19. Os ventiladores usados nos pacientes de covid-19 são também usados nos casos mais graves de gripe.

O mundo vai-se digladiando para encontrar uma vacina contra a covid-19, com várias equipas de cientistas de todo o mundo a tentarem encontrar uma solução em tempo recorde. Esta semana, a Rússia anunciou que já produziu o primeiro lote de vacinas contra o novo coronavírus, anunciadas por Vladimir Putin, mas olhadas com ceticismo pelo resto do mundo.

Enquanto se tenta perceber a veracidade ou viabilidade desta inovação, há uma vacina que já existe e que pode ter um papel fundamental no controlo da pandemia.

A vacina contra a gripe pode ajudar a reduzir os custos da atual pandemia de covid-19, explica Libby Richards, professora da Escola de Enfermagem da Universidade de Purdue, nos Estados Unidos.

“Infelizmente, a covid-19 ainda estará a circular durante a temporada da gripe, o que torna a vacinação contra a gripe mais importante do que nunca – especialmente porque as escolas e a nossa economia continuam a reabrir”, disse Richards à Inverse.

Face às complicações causadas pela pandemia, regista-se uma “diminuição do uso de serviços preventivos de saúde, incluindo vacinas”.

Se a vacina da gripe tem uma eficácia de cerca de 60%, precisaríamos de ter cerca de 83% da população vacinada para atingir a imunidade de grupo.

“O nosso serviço de saúde já está sobrecarregado; eu acho que se ele ficar muito mais estreito, poderemos estar num ponto de rutura”, avisou Richards.

Na temporada da gripe de 2019/20, calcula-se que tenha havido entre 18 e 26 milhões de visitas médicas, entre 410 mil e 740 mil hospitalizações e entre 24 mil e 62 mil mortes.

Tomar a vacina contra a gripe pode reduzir o número de casos graves de gripe que acontecem este ano e que exigem o mesmo equipamento que é usado para combater a forma mais grave de covid-19.

“Todos nós já ouvimos as histórias da covid-19 de unidades de cuidados intensivos lotadas e de escassez de equipamentos como ventiladores. Se adicionarmos uma temporada de gripe forte, não seremos capazes de lidar com isso”, alerta a especialista.


DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eleven − 8 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.