Eneias Rodrigues / Lusa

Face ao escândalo da Luanda Leaks, a NOS substituiu administradores associados a Isabel dos Santos por outros administradores com ligações à empresária angolana.

As revelações do escândalo da Luanda Leaks levaram as figuras próximas de Isabel dos Santos a abandonarem os cargos administrativos da NOS. Dois meses depois, a operadora já encontrou substitutos. No entanto, dois dos três novos elementos passaram por uma das sociedades da filha do ex-presidente angolano José Eduardo dos Santos.

Desta forma, a NOS acabou por substituir administradores ligados a Isabel dos Santos por outros administradores que têm associações à empresária. A NOS comunicou à Comissão do Mercado de Valores Mobiliários (CMVM) a designação de três novos elementos na sua equipa de administração: Ana Rita Cernadas, Cristina Marques e José de Freitas.

Segundo o Expresso, Ana Rita Cernadas passou pela Santoro Finance, empresa detida por Isabel dos Santos. Além disso, esteve também na Fidequity, outra sociedade pertencente à angolana. Por sua vez, também Cristina Marques passou pela Santoro Finance, onde ocupou o cargo de gestora de projetos.

A Santoro Finance é presidida por Mário Leite Silva, o antigo administrador não executivo da NOS que abandonou o cargo após as revelações da Luanda Leaks.

Embora a presidência da NOS esteja agora nas mãos de Ângelo Paupério, a empresária ainda tem poder dentro da empresa de telecomunicações. A Sonae e Isabel dos Santos continuam a partilhar a Zopt, que detém 52,15% da NOS.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.