Início Notícias Exclusivo: Um olhar sobre o Rotary Club de Castelo de Paiva

Exclusivo: Um olhar sobre o Rotary Club de Castelo de Paiva

COMPARTILHAR

Muitos são os paivenses que se questionam do que é o Rotary Club de Castelo de Paiva. Esta curiosidade imergiu, mais afincadamente, na sequência de palestras que o mesmo clube desenvolveu no concelho. O jornal Paivense explica-lhe tudo sobre esta organização.

Mas perceber este projeto significa olha-lo por dentro. Foi por esse motivo que o jornal Paivense marcou presença na primeira ceia rotária do ano civil 2018. Logo no primeiro contacto, foi possível perceber que este é um clube que reúne pessoas profissionais de diversos ramos: advogados, jornalistas, escritores, professores, entre outros.

Estas pessoas encontram-se frequentemente a fim de encontrarem formas de proporcionarem “o bem comum”, como revela a organização.

É pelas regras e pela importância que este clube, que existe em todo o mundo, tem desenvolvido que o Rotary tem-se fixado em cada vez mais locais.

Rotary Club Castelo de Paiva; Fonte: Facebook

As regras patentes no clube são “a espinha dorsal” do mesmo. Um dos pilares em que assenta o Rotary Club é a verdade, sendo que os membros do clube de Castelo de Paiva admitem que esse é o princípio pelo qual se deve reger toda e qualquer profissão.

Tal facto “permite que a sociedade funcione melhor”. O presidente do clube de Castelo de Paiva, Carlos Novais, salienta a importância dos membro refletirem sobre o facto de esta organização ser um dos três membros permanentes da ONU.

Em Castelo de Paiva existe à 36 anos. O Rotary foi fundado, em terras paivenses, no ano de 1982. Surgiu dos companheiros do grupo de Penafiel. “Um senhor, Abreu Semedo, trouxe essa semente para cá e nós passamos noites e noites a reunirmos-nos e fundamos o clube no dia 31 de Maio”, contou Manuel Mendes.

Manuel Mendes, membro fundador do Rotary Club Castelo de Paiva

Nessa altura, o clube possuía mais elementos do que atualmente. Foi fundado por 20 pessoas e agora possui 17. O movimento, afirmou Manuel Mendes, “tem altos e baixos, devido a várias situações, nomeadamente por questões relacionadas com a fixação de membros rotários noutros locais do país e do mundo”.

“O Rotary é liderança. O Rotary é movimento. O Rotary é capacitação profissional de cada um e sermos excelência naquilo que fazemos e acreditamos nessa base. E nós, enquanto profissionais, temos de acreditar sempre nessa base” (Carlos novais, presidente do clube)

Todos os anos o clube muda de presidentes. Atualmente, conta com a liderança de Carlos Novais, o líder mais novo do país da comunidade Rotary.

“Não é por acaso que o presidente Marcelo Rebelo de Sousa é rotaio, porque tem esse espirito e transmite-o muito bem na sua presidência. Acredito que a sua personalidade seja moldada também pelos princípios rotários. Somos um movimento que faz o mundo girar para o bem”, acrescenta Carlos Novais.

Carlos Novais, presidente do Clube

Em Castelo de Paiva, os membros consideram que já muitas coisas foram “geradas pelo bem”. Destacaram o facto de ter sido o Rotary a dar a primeira impressora que o centro de saúde da região. Salientaram também algumas das suas ações recentes, como a entrega agendada para brevemente do desfibrilhador ao Agrupamento de escolas de Castelo de Paiva. “Esperemos que ele nunca tenha uso, será bom sinal”, afirmou Carlos Novais.

Este clube tem ainda um programa que visa financiar mestrados. “Temos neste momento um caso desses de uma aluna que está a frequentar a Faculdade de Medicina de Coimbra”, afirmou Paulo Teixeira, membro do Rotary.

Também os bombeiros voluntários de Castelo de Paiva receberam kits SOS “que eles colocam no capacete e permite em situações de emergência um paramédico através de um SCAN de telemóvel saiba os dados todos daquela pessoa”.

Quando questionado pela experiência como presidente, Carlos Novais foi claro: “Muito interessante, nós somos um clube de profissionais no qual temos os nossos princípios e regras no qual nos regemos a nível mundial. É muito interessante estarmos num clube com 36 anos de existência, num clube com 19 companheiros e com 3 sócios fundadores, que denota a cultura do nosso clube, e isso é importante para nós. É importante nós mais novos para capacitar-nos desta liderança existente na nossa vida pessoal e aplica-la na nossa vida profissional”.

 

Rotary Club no mundo:

O grupo possui um pacto: trabalhar no clube a fim de verem solucionados desafios difíceis das nossas comunidade. A rede rotária Internacional e portuguesa transformaram doações em para financiar o trabalho dos seus associados e parceiros.          

O Rotary é um dos três membros não permanentes da ONU. Fundou-se aquando o advogado Percy Harris, em 1905, sentiu o desejo de reproduzir, num grupo profissional, o mesmo espírito de amizade que caracterizava as cidades pequenas da sua juventude.

O primeiro clube de prestação de serviços do mundo nasceu em Chicago. O nome “Rotary” advém do sistema inicial de rotação das reuniões, que eram alternadas entre os escritórios dos integrantes do grupo.

“A Carta Constitucional do Rotary Clube de Lisboa datada de 23 de Janeiro de 1926, impulsionou o desenvolvimento do movimento rotário em Portugal, sobretudo através dos Clubes de Lisboa e do Porto, e permitiu augurar a constituição do Distrito Rotário Português que, de facto, começou a funcionar como tal em 1946, com o número 62”, como pode ler-se no site da instituição.

 

1 COMENTÁRIO

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

four − four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.