Início Notícias História: Acontecimentos no dia 6 de Fevereiro

História: Acontecimentos no dia 6 de Fevereiro

COMPARTILHAR
News - Fonte Lusa
Principais acontecimentos registados no dia 06 de fevereiro, Dia Internacional de Tolerância Zero à Mutilação Genital Feminina e Dia Europeu da Internet mais Segura:

1608 – Nasce António Vieira, padre jesuíta, professor de Retórica e de Humanidades, crítico da sociedade e da escravatura, defensor dos cristãos-novos, autor da “Apologia das Coisas Profetizadas”.

1715 – É assinado o Tratado de Utreque, acordo de paz entre D. João V e Filipe V de Espanha. Portugal recebe a Colónia do Sacramento, atual Uruguai.

1818 – Coroação de D. João VI, no Rio de Janeiro.

1860 – A Câmara dos Deputados ratifica a Concordata.

1869 – A Grécia abandona a Ilha de Creta perante o ultimato turco.

1897 – Creta proclama a união com a Grécia.

1897 – D. Carlos veta a proposta de nomeação de novos pares do reino, apresentada pelo Governo de Hintze Ribeiro.

1899 – É ratificado o Tratado de Paris, através do qual a Espanha cede Cuba, Porto Rico, Guam e as Filipinas aos EUA, por 20 milhões de dólares.

1901 – Morre o poeta e estadista Tomás Ribeiro. Tinha 69 anos.

1908 – Subida ao trono de D. Manuel II.

1918 – No Reino Unido, é concedido o direito de voto às mulheres com mais de 30 anos.

1932 – Golpe fascista na Lituânia.

1942 – O relatório encomendado pelo Governo português à Société des Forges et Aciéries de Firminy é favorável à instalação de uma siderurgia em Portugal.

1943 – II Guerra Mundial. O general norte-americano Dwight Eisenhower é nomeado Comandante em Chefe das Forças Aliadas no norte de África.

1951 – Morre o ator português Estêvão de Amarante.

1952 – Isabel II de Inglaterra sobe ao trono.

1958 – Desastre aéreo de Munique. O voo BE609 da British European Airways, com jogadores e diretores do Manchester United e alguns adeptos, despenha-se durante uma tempestade de neve quando tenta descolar pela terceira vez do aeroporto de Munique.

1962 – Na Argélia, o Exército de França confronta-se com as forças francesas da Organização do Exército Secreto, que se opunham à descolonização.

1964 – O Reino Unido e a França acordam a construção de um túnel ferroviário entre os dois países sob o Canal da Mancha.

1975 – Assembleia dos 200 do MFA decide a institucionalização do movimento.

– Três obras dos pintores renascentistas Rafael e Piero della Francesca são roubadas da Galeria Nacional de Urbino, em Itália.

1983 – O antigo oficial nazi Klaus Barbie é interrogado em Lyon, França.

1989 – Morre o cineasta francês André Cayatte. Tinha 80 anos.

1992 – Os terceiro e quarto canais portugueses de televisão são atribuídos, respetivamente, à SIC, Sociedade Independente de Comunicação, e à TVI, Televisão Independente, do Episcopado.

1995 – O vaivém norte-americano Discovery encontra-se no espaço com a estação espacial russa Mir.

1996 – Fernando Mugica, militante histórico do PSOE, é assassinado pela ETA.

2003 – Morre, com 80 anos, o poeta moçambicano José Craveirinha, Prémio Camões 1991.

2004 – Portugal assume o compromisso de venda da maioria do capital da central hidroelétrica de Cahora-Bassa a Moçambique.

– Um atentado no metropolitano de Moscovo causa a morte de 39 pessoas.

2005 – Morre, com 74 anos, Lazar Berman, pianista russo.

2006 – Os protestantes do Ulster recusam-se partilhar o poder com os republicanos do Sinn Fein.

– Começa, em Alexandria, Virgínia, EUA, o julgamento do franco-marroquino Zacarias Moussaoui, acusado de envolvimento nos atentados de 11 de Setembro de 2001.

2007 – BCP inicia processo de fusão, por incorporação, do Banco Millenium bcp Investimento.

– Seis dezenas de países assinam, em Paris, a Convenção para a Proteção de Todas as Pessoas Contra os Desaparecimentos.

– União Europeia e Ucrânia assinam o acordo de cooperação que prevê a criação de uma zona de livre comércio a partir de 2008.

– O fundista Fernando Silva, campeão nacional de cross em 2005 e 2006, é suspenso de todas as competições, por doping.

– Morre Frankie Laine, cantor norte-americano. Tinha 93 anos.

2008 – O Presidente da República italiana dissolve o parlamento, medida necessária para a convocação de eleições antecipadas para resolver a crise governamental criada pela demissão do primeiro-ministro.

– O velejador olímpico português João Rodrigues ascende ao primeiro lugar do ranking mundial da classe RS:X (prancha à vela), de acordo com o divulgado pela Federação Internacional de Vela.

– Morre o pintor Luís Ralha, que desde os anos 80 participou em dezenas de exposições. Tinha 73 anos.

2010 – O saxofonista e compositor britânico John Dankworth, antigo diretor musical de Ella Fitzgerald e Nat “King” Cole, morre aos 82 anos.

2011 – Morre, aos 93 anos, o antigo ciclista algarvio José Martins. O atleta venceu a Volta a Portugal em bicicleta em 1946 (Iluminante) e em 1947 (Benfica).

– Morre, com 58 anos, guitarrista Gary Moore.

2012 – Depois de adiar várias vezes a decisão sobre o recurso interposto pela UCI e pela Agência Mundial Antidopagem em relação ao controlo antidoping positivo do espanhol Alberto Contador, o Tribunal Arbitral do Desporto suspende o ciclista por dois anos e retira-lhe os títulos de campeão da Volta a França 2010 e da Volta a Itália 2011.

– Morre, aos 88 anos, Antoni Tàpies, pintor espanhol considerado uma das referências da arte do século 20.

2013 – O chefe da oposição tunisina, Chokri Belaid, é morto a tiro em Tunes.

2015 – A agência de notação financeira Standard & Poor’s baixa o ‘rating’ da Grécia de B para B-.

– Morre, aos 78 anos, Assia Djebar, pseudónimo literário de Fatema Zohra Imalayen, escritora argelina, membro da academia francesa e ativista dos direitos das mulheres no seu país.

2017 – Morre, aos 45 anos, Joost van der Westhuizen, sul-africano considerado um dos melhores jogadores de râguebi de sempre, em consequência da doença de Charcot.

=================.

Este é o trigésimo sétimo dia do ano. Faltam 328 dias para o termo de 2018.

Pensamento do dia: “Verdadeiramente não há nem pode haver perigo de erro onde o incerto se não lê como certo, senão o duvidoso como duvidoso e o falível como falível”. Padre António Vieira (1608-97), opondo-se à indexação de textos proibidos.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

five × five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.