Início Agricultura 60% das espécies de café estão em risco de extinção

60% das espécies de café estão em risco de extinção

COMPARTILHAR

Pela primeira vez, o café integra a Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza como espécie em vias de extinção.

De acordo com um estudo publicado esta quarta-feira nas revistas ScienceAdvances e Global Change Biology, 60% das 124 espécies de café no mundo estão em vias de extinção.

A investigação adianta que a desflorestação, as alterações climáticas, a propagação de doenças e os fungos patogénicos são as principais causas para esta redução, que pode fazer com que a produção de café diminua em, pelo menos, 50% até 2088.

O estudo do Royal Botanic Gardens de Kew, no Reino Unido, revela ainda que as medidas de conservação dos grãos de café atualmente são “inadequadas”. O Diário de Notícias avança que 28% das espécies de café silvestre crescem fora das áreas protegidas e apenas 55% são preservadas em bancos de sementes.

À BBC, Aaron Davis, um dos responsáveis pelo estudo, disse que “se não fosse pelas espécies selvagens, hoje não teríamos tanto café no mundo para beber“. “Se olharmos para a história do cultivo de café, nós usamos as espécies silvestres para tornar a recolha do café mais sustentável.”

Isto faz soar o alarme: esta é a primeira vez que o café é classificado como ameaçado no ranking oficial da Lista Vermelha da União Internacional para a Conservação da Natureza.

“Tendo em conta a importância do café arábica para a Etiópia e para o mundo, precisamos de fazer o máximo para entender os riscos para a sua sobrevivência na natureza”, afirmou Tadesse Woldemariam, do Fórum de Meio Ambiente e Café de Adis Abeba.

Nós usamos maioritariamente grãos de café de duas espécies – arábica e robusta. Há ainda uma terceira, a Libéria, mas esta é raramente utilizada comercialmente.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen + four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.