Início Castelo de Paiva Castelo de Paiva presta homenagem aos seus combatentes do Ultramar

Castelo de Paiva presta homenagem aos seus combatentes do Ultramar

COMPARTILHAR
Monumento ultramar

Foi realizado neste fim de semana na freguesia de Sobrado uma cerimónia marcante onde se comemorou o décimo sétimo aniversario da ACUP (Associação dos Combatentes do Ultramar Português) e o 19º Aniversário da Construção do monumento em Castelo de Paiva.

Estiveram presentes dezenas de pessoas que prestaram suas homenagens aos combatentes. Veja as imagens abaixo com fotos da cerimónia que decorreu no fim de semana

Foi a 24 e Junho do ano de 1997, quando um grupo de paivenses lançou a ideia de criar uma Comissão para construir um Monumento de Homenagem aos 27 valorosos jovens militares naturais de Castelo de Paiva, falecidos na guerra colonial do ultramar português. Arduamente, a obra nasceu e foi inaugurada a 14 de maio de 2000.

Inauguração do monumento em Castelo de Paiva

O Monumento é uma realidade concelhia, onde se perpetua os filhos da nossa terra que valorosa-mente deram a vida pela Pátria. Em Maio de 2002, o governo propõe à Comissão a fundação de uma Associação, e a 7 de Junho de 2002 nasceu a “Associação dos Combatentes do Ultramar Português”, que tem como objetivo principal criar estruturas de apoio social, lutar pela defesa dos interesses dos ex-militares do Ultramar, proteger os mais desprotegidos, dignificar a vida dos “Sem Abrigo”.

Os promotores e autores do monumento são José da Rocha Alves – Soldado no Ultramar, José Adelino F. Nunes – 1º cabo no Ultramar e Adriano Rocha Nunes, 1º cabo no Ultramar.

O antigo presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, Paulo Ramalheira Teixeira, esteve também presente e falou sobre a importância do monumento e da ocasião: “Recordo o dia em que os paivenses José Adelino Ferreira Nunes, José Alves e Adriano Nunes me bateram à porta do gabinete para uma reunião. Foi nesse dia que a caminhada começou. Este Monumento completa este mês dezanove anos de idade. O meu obrigado a estes três paivenses. Dois anos Depois surge a ACUP. Tudo foi uma mais valia para Castelo de Paiva e para o País. No meu tempo como Presidente da Câmara foi possível arranjar uma sede para a ACUP”, referiu.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

14 − eight =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.