Início Castelo de Paiva Bombas de combustível de Castelo de Paiva não serão abrangidas pelos serviços...

Bombas de combustível de Castelo de Paiva não serão abrangidas pelos serviços mínimos garantidos pelo Governo

COMPARTILHAR

A corrida às bombas de gasolina em Castelo de Paiva tem um motivo: na greve que começa a 12 de Agosto, nenhuma das 374 bombas de combustível que estarão abrangidas pelos serviços mínimos garantidos pelo Governo situa-se em Castelo de Paiva.

A solução para as empresas, os cidadãos, as entidades Paivenses será ir a Cinfães ou Arouca, entre outros concelhos vizinhos, para abastecer em caso de rotura nos postos em Castelo de Paiva. A situação tem causado indignação em alguns habitantes do concelho, que tem se manifestado através das redes sociais, com a hashtag #ospaivensesmerecemrespeito

O Governo decretou o estado de emergência energética e divulgou esta quarta-feira a lista das 374 bombas de combustíveis que integram a rede estratégica de postos de abastecimento (REPA) em que o serviço estará assegurado a 100%, caso se concretize a greve dos motoristas de matérias perigosas cujo início está marcado para 12 de Agosto e que poderá prolongar-se por tempo indeterminado. Dos 374 postos, 54 estarão reservados a veículos prioritários como ambulâncias, carros dos bombeiros ou carrinhas de transporte de valores. Os restantes estão abertos à população geral. O abastecimento estará limitado a 15 litros de combustível por viatura.

Consulte a lista completa dos postos da rede estratégica no site da Entidade Nacional para o Mercado de Combustíveis.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

nineteen + 8 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.