Início Arouca Passadiços do Paiva encerrados devido a elevado risco de incêndio

Passadiços do Paiva encerrados devido a elevado risco de incêndio

COMPARTILHAR

Face às previsões meteorológicas para os próximos dias, que apontam para um significativo agravamento do risco de incêndio florestal, o Governo, através de despacho conjunto dos ministros da Administração Interna e da Agricultura, Florestas e Desenvolvimento Rural declarou situação de alerta até domingo, 8 de setembro, para todo o território de Portugal Continental.

Entre outros aspetos, o despacho determina a proibição do acesso, circulação e permanência no interior dos espaços florestais, previamente definidos nos Planos Municipais de Defesa da Floresta contra Incêndios. Por esta razão, os Passadiços do Paiva encontram-se encerrados enquanto vigorar a situação de alerta.

Recorde-se que hoje Castelo de Paiva já registou incêndio entre as freguesias de Bairros e Fornos, próximo ao Rio Paiva.

A Câmara Municipal de Arouca emitiu comunicado em que afirma que os mais de 1300 bilhetes que já haviam sido comprados para esta semana poderão ser utilizados em outras datas, após a reabertura dos Passadiços ao público.

Conscientização

Em conferência de imprensa esta terça-feira, em Lisboa, o presidente da ANEPC, Mourato Nunes, realçou a importância da “educação para o risco” e de​ todos os portugueses estarem atentos ao risco de fogo florestal.

O dispositivo previsto para o combate aos incêndios é composto por 11.492 operacionais no terreno, apoiados por 60 aeronaves, estando ainda à disposição um helicóptero de reconhecimento. 

Na conferência de imprensa, Nuno Moreira, do Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA), avisou que os próximos dias terão temperaturas muito elevadas, podendo atingir os 40 graus nas regiões Sul e do Vale do Tejo e serem superiores a 30 graus no resto do território, incluso o Vale do Tâmega e Sousa, além de valores de humidade relativa bastante baixa, nomeadamente no litoral, o que não é habitual. Espera-se ainda vento forte, sobretudo nas regiões montanhosas e no centro e norte do país, o que pode espalhar as chamas em caso de novos incêndios.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.