Início Notícias AFVTER realiza Workshop com grandes nomes do Direito e da Filosofia sobre...

AFVTER realiza Workshop com grandes nomes do Direito e da Filosofia sobre os dilemas e desafios da juventude

O Workshop “Do Menor ao Maior Acompanhado: Rotura ou Continuidade?” no Hotel Douro 41, Hotel, sito no lugar da Raiva, em Castelo de Paiva e contou com a presença de proeminentes figuras do meio jurídico e filosófico para debater as problemáticas dos jovens acolhidos na Casa de Acolhimento e da sociedade em geral.

COMPARTILHAR

A Casa de Acolhimento (CA) – “Crescer a Cores”, Valência da Associação dos Familiares das Vitimas da Tragédia de Entre-os-Rios à semelhança dos anos anteriores, realizou esta sexta-feira, 25 de Outubro, um Workshop subordinado ao tema “Do Menor ao Maior Acompanhado: Rotura ou Continuidade?” no Hotel Douro 41 Hotel, sito no lugar da Raiva, em Castelo de Paiva.

Professor catedrático Dr. J. Pinto da Costa

Com moderação do filósofo e escritor Fabiano de Abreu, o Workshop contou com as palestras dos renomados oradores, como o professor catedrático Dr. José Pinto da Costa, Sócio Honorário da AFVTER, o Dr. Joaquim Manuel Silva, Juiz no Tribunal da Família e Menores de Mafra e o Dr. Luis Rabaçal, Procurador da República do Juízo Central de Penafiel.

Além da presença de autoridades, representantes de associações e lideranças locais, o Workshop contou com intervenções do Sr. Augusto Moreira, presidente desta IPSS, do presidente da Câmara Municipal de Castelo de Paiva, Gonçalo Rocha e do vereador da Cultura, José Manuel Carvalho.

Em sua intervenção, Gonçalo Rocha referiu que a educação está na base de tudo e posicionou o tema como primordial para resolver a questão do posicionamento do jovem na sociedade e sua transição. O presidente referiu também que a Câmara Municipal tem buscado promover a educação como estratégia e política pública para que os jovens Paivenses tenham um melhor futuro.

Gonçalo Rocha, presidente da CM de Castelo de Paiva

O vereador José Manuel Carvalho referiu sobre o trabalho de excelência realizado pela Associação e manifestou o reconhecimento da Câmara pelo projeto, ainda que o mesmo estenda-se para além de Castelo de Paiva. Carvalho também ressaltou que existe apoio do Estado para estas iniciativas, mas lamentou que nunca seja financiado 100%.

Intervenção de José Manuel Carvalho

Para o vereador, a participação da Câmara hoje é de intervenção junto ao Estado, coordenação da Rede Social, equipamentos para infraestruturas e um investimento de 4 milhões de euros nos últimos 10 anos em projectos para a juventude. Os factores apontados que impedem um maior aporte aos projetos são os recursos financeiros limitados da CM de Castelo de Paiva para ajudar mais a associação, regionalizar e descentralizar de Lisboa e maior atenção do Governo para Castelo de Paiva.

Segundo os organizadores, a escolha dos temas abordados em todos os workshops que têm vindo a ser promovidos pela Associação, e vão ao encontro das necessidades de aquisição de conhecimentos relativos às fragilidades que vão sendo identificadas e de acordo com as problemáticas dos jovens acolhidos na Casa de Acolhimento “Crescer a Cores” valência desta Associação.

Durante a abertura do Workshop, Fabiano de Abreu em sua intervenção referiu sobre as dificuldades de adaptação do jovem e os desafios que enfrentam durante a transição da adolescência para a fase adulta. Para além disto, o filósofo também permitiu a participação dos presentes com perguntas referentes ao tema e fez o encerramento do evento.

Fabiano de Abreu e o Dr. Luís Rabaçal

“Verificamos que, aquando a maioridade dos jovens, apesar destes em muitos dos casos, não possuírem competências a vários níveis, nomeadamente na capacidade de decisão e avaliação do que, para si é o melhor em termos futuros. Assim, ao abrigo da nova figura jurídica do Maior Acompanhado julgamos que possa ser uma alternativa para proteger e assegurar os direitos destes jovens em termos futuros de forma a não serem “abandonados” pelo sistema na transição para a vida adulta, sistema esse, que os protegeu até aos 18 anos”, referiu a Associação em Comunicado.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

10 + nineteen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.