A Ministra da Coesão Territorial, Ana Abrunhosa, esteve hoje (18) de visita ao concelho de Castelo de Paiva, para estar em contacto com várias famílias afectadas pelo terrível incêndio de Outubro de 2017, efectuando um périplo pelo território, procurando conhecer as situações sinalizadas, ver o estado em que ficaram os alojamentos e dar andamento aos trabalhos de reconstrução das habitações atingidas nesta tragédia.

Ao todo, nesta fase de intervenção, é uma dezena de habitações que vão ser totalmente reconstruídas, num investimento de cerca de 1,5 milhões de euros, garantindo a Ministra que as obras vão arrancar já durante o mês de Janeiro do próximo ano e que, no Natal de 2020, já todas estas famílias afectadas vão poder passar a quadra festiva nas novas casas.

Acompanhada pelo edil paivense Gonçalo Rocha, pelo vice-presidente António Rodrigues, o vereador José Rocha, pelo técnico José Carlos Gomes, da CCDR Norte ( Programa Norte 2020), pelos autarcas da freguesia de Santa Maria de Sardoura, Ricardo Cardoso, e União de Freguesias Joaquim Martins, membros da Assembleia Municipal empreiteiros locais, a minsitra foi recebida na Junta de Freguesia de Pedorido e depois participou numa visita à antiga Escola Primária de Gaído onde está alojada a família de Ludovina Alves da Silva. Durante a visita, a ministra teve oportunidade de avaliar as condições em que vive esta família que perdeu a sua casa neste terrível incêndio, que afectou mais de 70% do território paivense.

Prevista estava uma deslocação a três famílias afectadas da zona do Paraíso, mas que acabaram por se deslocar à sede da União de Freguesias de Raiva, Pedorido e Paraíso, onde se encontraram com Ana Abrunhosa, numa reunião que juntou mais 5 famílias que viram as suas habitações totalmente destruídas ou danificadas pelo incêndio.

Antes, a comitiva tinha efectuado uma deslocação a Guivâes, na freguesia de Santa Maria de Sardoura, onde esteve em contacto com José da Silva, que também perdeu a sua habitação, seguindo-se uma visita à casa de Roberto Filipe Fernandes Pereira, em Oliveira do Arda, que também teve a sua habitação parcialmente destruído pelo fogo, mas já está em fase de reconstrução.

Depois do almoço, a Ministra da Coesão Territorial participou, nas instalações da Câmara Municipal, numa reunião com autarcas e empreiteiros locais, onde foram assinados os contratos de empreitada para as obras de reconstrução das referidas habitações, foi feito o balanço desta visita e analisada a situação actual, congratulando-se o presidente da Câmara Municipal, Gonçalo Rocha, por ser possível avançar de imediato com as obras e estas famílias paivenses, que viveram um período difícil após a tragédia dos incêndios, poderem seguir agora com as suas vidas com mais esperança e dignidade e voltarem a ter o conforto de um lar na sua terra.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 − 2 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.