Início Coronavírus Empresário italiano fabrica peças de UTI em impressora 3D para ajudar os...

Empresário italiano fabrica peças de UTI em impressora 3D para ajudar os hospitais

Um hospital italiano da cidade de Brescia ficou sem equipamentos médicos durante a pandemia de coronavírus. Um dos problemas mais graves era uma pequena válvula de plástico de um equipamento de terapia intensiva. Foi quando entraram em contato com o empresário Massimo Temporelli, propondo-o o desafio de produzir essa válvula em impressoras 3D com baixo custo.

Massimo encontrou o engenheiro Christian Fracassi, que levou uma impressora para o hospital e em poucas horas desenhou e começou a produzir as válvulas teste. Em pouco tempo, os testes se mostraram bem-sucedidos e dez pacientes passaram a usar o sistema com as válvulas novas.

O sucesso da iniciativa chamou muita atenção e vários hospitais pelo mundo poderiam usar a mesma solução. Pelo processo tradicional, produzir e entregar peças novas pode levar semanas. Para além disto, a China —que produz quase tudo que é feito no mundo— ainda enfrenta problemas graves de produção.

Não é a primeira vez que makers se juntam para criar equipamentos médicos. Em 2015, o médico humanitário Tarek Loubani criou um projeto aberto (que pode ser copiado ou alterado sem pagamento de direitos) para criar um estetoscópio barato, produzido com materiais simples e uma impressora 3D. Sua solução custa cerca de US$ 3 e tem performance superior a concorrentes de US$ 200 produzidos por grandes corporações.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eighteen + 20 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.