O concelho de Cinfães entra na lista dos concelhos onde a água é mais cara. Nas últimas atualizações pode verificar-se que a fatura subiu 6,7%.

O presidente da autarquia, Armando Mourisco, confirma esta subida depois de divulgados os dados ERSAR (Entidade Reguladora dos Serviços de Águas residuais).

“Desde janeiro de 2020 que a água teve a atualização, que foi proposta pela Águas do Norte, que tem a responsabilidade pelo abastecimento de água e pelas águas residuais no concelho, e validada pela ERSAR”, admite o presidente da Câmara em entrevista ao Jornal do Centro. Um aumento de 6,7 por cento que, segundo o autarca, é válido “para o quadriénio 2020-2024” num serviço que considera como “essencial”.

Ainda segundo informações divulgadas na mesma entrevista, o aumento será maior sobretudo a partir do segundo escalão e do consumo de seis metros cúbicos de água, onde o preço vai duplicar.

O presidente da câmara diz que esta alteração irá “promover o incentivo à poupança e utilização sustentável dos recursos hídricos”.

“Aliás, este é um dos princípios que norteia o abastecimento de água, bem como o de recuperação de custos, tendo em vista que quanto mais investimento se faz, isso vai-se refletir no custo final para o consumidor”, refere Armando Mourisco.

As famílias carenciadas e numerosas têm direito a tarifários especiais.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

eighteen + 14 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.