Logo paivense
Logo paivense

Paços de Ferreira preparado para o ‘mata-mata’ diante do Estoril Praia

O treinador do Paços de Ferreira encara com “muita seriedade e comprometimento” a deslocação ao terreno do lanterna-vermelha Estoril Praia, destacando o caráter “mata-mata” do jogo da 27.ª jornada da I Liga de futebol, no sábado.

Na antevisão realizada hoje a partir de Rio Maior por videoconferência, num registo pioneiro, João Henriques colocou o foco da equipa no jogo frente a um adversário direto, a quem o Paços nunca venceu na qualidade de visitante (o Paços empatou dois jogos e perdeu seis).

“O plantel está muito focado na importância tremenda deste jogo, frente a um adversário direto, conscientes de que a responsabilidade aumentou muito depois do jogo que fizemos (com o FC Porto). Olhamos para este jogo de ‘mata-mata’, como já foi referido por um jogador do Estoril na imprensa, com muita seriedade e comprometimento”, disse João Henriques.

O técnico pacense justificou o míni-estágio em Rio Maior como uma forma de “juntar e preparar o grupo para as últimas jornadas”, e, assim, “fugir ao conforto normal”.

“(O estágio) estava definido antes do jogo com o FC Porto e foi pensado para a sequência importante de jogos que se seguem, para encontrarmos soluções coletivas, fazendo sentir que todos são importantes. Foi também importante depois do jogo que fizemos com o FC Porto, para fugirmos também das polémicas, daquilo que é acessório”, sublinhou.

João Henriques reafirmou que o Paços fez o que tinha de fazer para ficar com os pontos na jornada anterior, acabando por justificar o triunfo frente ao líder FC Porto, por 1-0, recentrando, depois, a atenção nos 24 pontos “muito importantes” que faltam ainda disputar, a começar pelo jogo de sábado.

“(O Estoril Praia) sabe a responsabilidade do jogo, um jogo extremamente importante e que já reconheceram como sendo de ‘mata-mata’. Esperamos uma equipa agressiva, com qualidade individual e que, em termos coletivos, já demonstrou ser capaz de derrotar um ‘grande’ também”, referiu.

Para o Paços, acrescentou o técnico, será importante manter a estabilidade defensiva e ser mais eficaz no ataque.

“Estamos à espera de um Estoril a assumir o jogo, que joga em casa e o empate caseiro não serve. Vai tentar não nos deixar construir e sair em transições. Estamos preparados para isso, trabalhamos e queremos estar muito longe da nossa baliza, criar as nossas oportunidades e sermos eficazes”, concluiu João Henriques.

Luiz Phellype, a cumprir castigo, e André Leão, a recuperar de lesão, são as ausências na equipa.

O Paços de Ferreira, no 14.º lugar, com 24 pontos, defronta o 18.º e último classificado Estoril Praia, com 21, no estádio António Coimbra da Mota, no sábado, a partir das 16:00, em jogo da I Liga.