Início País Ministra pediu desculpa aos enfermeiros por lhes ter chamado “criminosos”, diz Ordem

Ministra pediu desculpa aos enfermeiros por lhes ter chamado “criminosos”, diz Ordem

COMPARTILHAR

Nuno Fox / Lusa

A ministra da Saúde, Marta Temido

A ministra da Saúde, Marta Temido, pediu desculpas aos enfermeiros através da sua Bastonária, Ana Rita Cavaco, depois de ter considerado que negociar com estes profissionais seria como favorecer o “criminoso”, avança a Ordem. 

“Isso nem sequer seria correto para com as estruturas que decidiram dar-nos o benefício de continuar à mesa e a negociar connosco. Isso estaria a privilegiar, digo eu, o criminoso, o infrator”, disse a ministra da Saúde sobre a possibilidade de negociar com os enfermeiros em greve em entrevista ao Diário de Notícias e à TSF.

De acordo com um comunicado Ordem dos Enfermeiros, houve um pedido de desculpas por parte da ministra da Saúde, no qual Marta Temido pediu a Ana Rita Cavaco que aceitasse o seu pedido de desculpas e que o transmitisse aos profissionais, explicando que não teve qualquer intenção de ofender os enfermeiros.

“A senhora ministra da Saúde, Marta Temido, pediu hoje [segunda-feira] desculpa a todos os Enfermeiros, na pessoa da Bastonária, Ana Rita Cavaco, pelas declarações prestadas numa entrevista difundida no domingo, esclarecendo que em circunstância alguma teve intenção de chamar “criminosos” aos Enfermeiros”, pode ler-se na nota.

O comunicado dá ainda conta que a ministra demonstrou “vontade de dialogar e chegar a acordo”.

Fonte do gabinete de Marta Temido confirmou ao Observador, sem adiantar o “teor das conversas institucionais”, que houve um telefonema para esclarecer as declarações em causa, frisando o “empenho em estabelecer pontes com todos o profissionais do setor”.

Para esta quarta-feira está agendada uma reunião entre o Ministério da Saúde e a Ordem dos Enfermeiros para tentar viabilizar um acordo.

Os enfermeiros, que estão em greve desde 22 de novembro e paralisaram já mais de cinco mil cirurgias programas, reivindicam melhores salários e uma carreira profissional mais valorizada. Durante o Natal, a classe vai abrandar a greve, apresentando-se ao trabalho no próximo dia 21 de dezembro, mesmo estando em greve.

SA, ZAP //

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

ten − five =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.