Início Mundo Pedófilo condenado pela morte de 3 crianças será o novo suspeito do...

Pedófilo condenado pela morte de 3 crianças será o novo suspeito do caso Maddie

COMPARTILHAR

findmadeleine.com

Madeleine McCann, conhecida como ‘Maddie’, desapareceu na Praia da Luz, no Algarve, a 3 de maio de 2007

O novo suspeito que estará a ser investigado no âmbito do desaparecimento de Maddie McCann será o alemão Martin Ney, um pedófilo condenado em 2011, pela morte de três crianças, e que estaria na Praia da Luz, no Algarve, em Maio de 2007, quando a menina inglesa sumiu.

A Polícia Judiciária (PJ) já confirmou que a investigação ao desaparecimento de Maddie “continua em aberto”, depois de se ter anunciado que as autoridades portuguesas estavam a seguir novas pistas e um novo suspeito.

Agora, a imprensa inglesa adianta que as polícias de Portugal, do Reino Unido e da Alemanha estão a investigar dois novos suspeitos, um dos quais será Martin Ney, sendo o outro de identidade desconhecida.

Ney, de 48 anos, está a cumprir pena de prisão perpétua depois de ter sido condenado, em 2011, pelas mortes de três crianças – Stefan Jahr, de 13 anos, foi raptado de um colégio interno em 1992; Dennis Rostel, de 8 anos, foi sequestrado num acampamento na Alemanha, em 1995, e encontrado morto na Dinamarca; e Dennis Klein, de 9 anos, foi raptado durante uma visita de estudo em 2001.

O alemão confessou que matou as crianças para esconder os abusos sexuais que cometeu contra elas. E há suspeitas de que terá estado envolvido no desaparecimento de mais menores, incluindo no caso do menino alemão Renee Hasse que desapareceu em Aljezur, em 1996. Ney terá sido interrogado pela PJ, nessa altura, mas nunca terá sido acusado.

Ele estaria em Portugal aquando do desaparecimento de Maddie, a trabalhar num projecto para os sem-abrigo, com uma Igreja Evangélica, conforme adianta a imprensa inglesa.

A Polícia Metropolitana de Londres terá sinalizado Ney como possível suspeito no caso Maddie, mas terá descartado a possibilidade porque o padrão de comportamento criminoso do pedófilo apontava para crianças apenas do sexo masculino.

Todavia, há suspeitas de que Ney pode ter estado envolvido noutros abusos sexuais sobre menores, admitindo-se que pode também ter atacado crianças do sexo feminino.

Outro dado que reforça as suspeitas prende-se com o facto de ser extremamente parecido com o retrato robô que foi feito de um homem que terá sido visto com uma criança ao colo, na noite do desaparecimento de Maddie.

A PJ nega que esteja a investigar Ney, conforme apurou o Correio da Manhã. Todavia, esta posição pode ser estratégica, de modo a não revelar demasiado do processo. Também a Polícia inglesa não revela detalhes do novo suspeito.

Em declarações a uma televisão australiana que são citadas pelo jornal britânico The Mirror, o ex-inspector da PJ responsável pelo caso Maddie, Gonçalo Amaral, garantiu que a polícia inglesa estava a “preparar o fim da investigação com um pedófilo alemão que está na prisão”.

O porta-voz dos McCann, Clarence Mitchell, constata também, citado pelo The Sun, que Ney “encaixa no perfil” do possível raptor de Maddie por se tratar de “um conhecido pedófilo predador” e por ser “estrangeiro”.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

20 − 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.