Uma mulher de 43 anos foi encontrada, na manhã de ontem, em paragem cardiorrespiratória, em Irivo, Penafiel. Elementos dos Bombeiros de Paço de Sousa ainda iniciaram manobras de reanimação, mas o médico do INEM declarou o óbito no local.

Por haver dúvidas quanto às causas da morte, GNR e, posteriormente, Polícia Judiciária foram acionados e investigam o caso.

Segundo foi apurado, a vítima era casada e vivia numa casa de Irivo, onde, frequentemente, militares da GNR eram chamados. O consumo excessivo de álcool do casal – que levou a vítima a submeter-se a um tratamento de desintoxicação – e os constantes conflitos entre marido e mulher eram a causa principal dos distúrbios.

Na manhã de ontem, a mulher foi encontrada inanimada, entre as 10:00 e as 11:00 horas, pelo próprio marido. O indivíduo chamou os bombeiros, mas não soube concretizar a hora a que a esposa terá desfalecido.

Quando os elementos da corporação de Paço de Sousa chegaram ao local iniciaram manobras de reanimação, que prolongaram até à chegada da viatura médica de emergência e reanimação. E, nessa ocasião, o médico declarou o óbito.

Pouco depois, a GNR também chegou ao local e, perante o cenário encontrado, decidiu acionar a Polícia Judiciária. Os inspetores também estiveram em Irivo e esperam, agora, pelos resultados da autópsia.

Fonte: A Verdade

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

sixteen + 3 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.