Início País Família recusa transladação de Mário Soares para o Panteão

Família recusa transladação de Mário Soares para o Panteão

COMPARTILHAR

António Cotrim / Lusa

O ex-presidente da República e ex-líder do PS, Mário Soares

O Partido Socialista vai abandonar a intenção de transladar o corpo do antigo Presidente Mário Soares, que morreu no ano passado, para o Panteão Nacional, uma vez que a família se opõe à atribuição de honras. 

De acordo com o Diário de Notícias, que avançou a notícia neste domingo, os dois filhos de Mário Soares, João e Isabel, opõem-se à atribuição de honras de Panteão ao pai, tendo João Soares já comunicado essa decisão ao líder parlamentar do partido, Carlos César.

No passado mês de julho, um grupo de deputados do PS e do PSD propuseram uma “alteração cirúrgica” para as honras do Panteão Nacional para que os restos mortais de Mário Soares pudessem ser para lá transladados, iniciativa que motivou uma discussão sobre as figuras que mereceriam igual distinção.

O projeto de lei permitiria que “chefes de Estado e antigos chefes de Estado” possam receber honras de Panteão Nacional decorridos dois anos após a sua morte, criando assim uma exceção para os Presidentes da República, falecidos em funções ou não.

Em declaração ao diário, João Soares agradece a intenção, considerando, contudo, que fazer “uma lei especial para Mário e os ex-Presidentes seria absurdo”.

A sua irmã, Isabel Soares, não só concorda como refere que a sua mãe Maria de Jesus Barroso, mulher de Mário Soares, se encontra sepultada lado a lado com o marido no Cemitério dos Prazeres, em Lisboa.

“Para mim é muito importante que os meus pais estejam os dois juntos, como estiveram durante toda a vida. É algo que me deixa muito confortável.”

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

3 + fifteen =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.