Início País Popularidade de Marcelo está em queda acentuada (e Costa voltou a ter...

Popularidade de Marcelo está em queda acentuada (e Costa voltou a ter nota positiva)

COMPARTILHAR

José Sena Goulão / Lusa

O presidente da República, Marcelo Rebelo de Sousa

A popularidade de Marcelo Rebelo de Sousa está a cair há oito meses consecutivos segundo o barómetro político da Aximage.

De acordo com o Jornal de Negócios, numa classificação de um a 20, o chefe de Estado surge em janeiro com a nota de 15,9, a pior de sempre.

Em maio de 2018, mês em que iniciou o ciclo de declínio na avaliação ao Presidente, Marcelo Rebelo de Sousa registava uma nota de 18,3. De então para cá tem estado sempre em queda.

Por exemplo, nos meses de outubro e novembro de 2018, obteve uma nota de 17, que baixou para 16,8 em dezembro do ano passado e registou agora a sua descida mais acentuada, por comparação com o mês anterior.

Esta nota ainda não incorpora a avaliação da polémica em que Marcelo Rebelo de Sousa se viu envolvido quando telefonou em direto para apresentadora Cristina Ferreira, quando esta estreou o seu programa na SIC na passada segunda-feira.

No barómetro político de janeiro existem ainda duas outras quedas a registar, a da intenção de voto no PSD, que baixa de 24,7% para 24,1%. O líder social-democrata, Rui Rio, de um a 20, mantém a nota de 6,4, a mais baixa entre os líderes dos principais partidos políticos.

Neste particular, o destaque vai para António Costa, que recupera a posição de líder partidário com melhor avaliação, estatuto que tinha perdido em dezembro para Catarina Martins e Jerónimo de Sousa. O primeiro-ministro surge agora com uma nota de 10,2, Catarina Martins regista 9,8 e Jerónimo de Sousa 9,6. Assunção Cristas, líder do CDS, é classificada com um 7,7.

Na intenção de voto, o PS continua a liderar destacado, tendo registado mesmo uma subida face a dezembro, passando dos 37% para 37,7%. O CDS e o PCP são os outros partidos que obtêm uma melhoria no período em análise. O primeiro passa dos 8,7% para 9,4% e o segundo dos 6,3% para 7,2%. Em sentido contrário estão o PSD, que baixa de 24,7% para 24,1% e o Bloco de Esquerda, que cai dos 10% para 8,8%.

Quanto à avaliação dos ministros, Mário Centeno, que dirige as Finanças, lidera destacado, sendo indicado como o melhor por 44% dos inquiridos. Muito longe, no segundo lugar, surge o ministro dos Negócios Estrangeiros, Augusto Santos Silva, com 6,9%.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

six − four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.