Início Castelo de Paiva Antero Gaspar ataca a RTP em entrevista a Rádio Paivense e candidatos...

Antero Gaspar ataca a RTP em entrevista a Rádio Paivense e candidatos com projectos reprovados comentam SI2E

O Jornal Paivense ouviu aos relatos de candidatos que tiveram seus projectos reprovados no âmbito do SI2E e do programa Norte2020.

COMPARTILHAR
SI2E

Na tarde desta terça-feira (2), o antigo presidente da Câmara de Castelo de Paiva, Antero Gaspar, concedeu entrevista exclusiva à Rádio Paivense FM, onde rebateu as afirmações feitas pela reportagem do programa ‘Sexta às 9’ da RTP, e referiu que as mesmas não condizem com a verdade.

As declarações de Antero Gaspar em entrevista ocasionaram reacções de habitantes de Castelo de Paiva que também submeteram projectos para aprovação da CCDR-N e do programa Norte 2020, no âmbito de fomentar o turismo e a economia do concelho. Recorde-se que a iniciativa recebeu verbas europeias após os incêndios de 2017.

Entre os que submeteram projectos para aprovação está Fabiano de Abreu, que declarou ao Jornal Paivense sua indignação: “não sou um julgador, até porque quem tem o poder de julgar são as autoridades constituídas para fazer juízo, nomeadamente a responsabilidade é do SI2E e não de uma pessoa específica, pois é a figura competente para as aprovações. No entanto, eu não posso esconder o meu descontentamento pois ao saber do incentivo do SI2E, interei-me da legislação e comprei um bom terreno em Ancia, local até então ‘esquecido’ para montar um alojamento local. Para além das características do local que promovem o turismo, já que se encontra próximo dos Passadiços, minha empresa representa mais de 30 empresas de comunicação nacional e internacional na imprensa para divulgação do concelho como destino turístico, para atrair mais turistas e a movimentar a economia local. Acreditei que teria atenção ao meu projecto por parte do SI2E e da CCDR-N, facto que não ocorreu. Penso que os projectos aprovados deveriam levar em conta o bem de toda a vila de Castelo de Paiva, e não em benefício de alguns iluminados. O meu projecto não foi contemplado por uma diferença de meio ponto em relação ao ultimo atribuído”.

Conversamos com outro candidato, que atua como projectista e alega ter recebido várias resposta do conselho do Norte 2020 a dizer que os projectos submetidos foram aprovados, mas não foram contemplados com as verbas porque o orçamento disponível foi distribuído entre os projectos de maior pontuação, segundo critérios internos de avaliação da CCDR-N e do SI2E: “projectos com o mesmo objectivo e actividade foram qualificados com base em um ranking de pontuação. Como os projectos de Antero Gaspar e de outros obtiveram a maior pontuação, os demais projectos aprovados não foram contemplados com as verbas”.

O mesmo alega que, segundo o SI2E, que havia um excesso de oferta em Castelo de Paiva para os mesmos fins e actividade económica.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

18 − 14 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.