António Cotrim / Lusa

O ex-ministro do Planeamento e das Infraestruturas, Pedro Marques

A Comissária Europeia Corina Cretu, socialista romena, está no centro de uma polémica por causa de um vídeo de apoio a Pedro Marques, o candidato do PS português às eleições europeias que se avizinham. Tudo porque terá usado meios da Comissão Europeia para gravar o vídeo.

O vídeo em causa foi publicado por Pedro Marques no seu perfil do Facebook e nele Corina Cretu surge a elogiar o cabeça-de-lista do PS às europeias. O problema é que a gravação terá sido feita com recurso às instalações e aos meios da Comissão Europeia (CE), segundo apurou a SIC.

A confirmar-se este cenário, estamos perante uma violação do Código de Conduta dos membros da CE que permite aos comissários participarem na campanha eleitoral, sem cessarem funções, mas que determina que “não podem usar os recursos humanos ou materiais da Comissão durante esse período”.

O Código refere ainda que os comissários “devem informar o presidente da sua intenção”, cabendo a este decidir “se a participação em causa é compatível com o desempenho das funções de membro da Comissão”, como sublinha a SIC.

A comissária europeia para a Política Regional, que supervisiona os fundos europeus, já veio dizer que não vê nada de errado no vídeo. E Pedro Marques refere à SIC que Corina Cretu sempre esteve ciente de que o vídeo seria para ser utilizado na campanha socialista.

Também a Comissão Europeia não encontra ilegalidades no processo, referindo que se trata de um vídeo institucional.

Na gravação, Corina Cretu não poupa elogios a Pedro Marques, salientando que foi devido ao seu “trabalho e de toda a sua equipa que foram concretizados muitos projectos concretos em Portugal” que “contribuíram para a recuperação económica e social” do país.

A socialista romena diz ainda que o ex-ministro do Planeamento “é um dos melhores embaixadores do projecto europeu e um óptimo negociador“.

Corina Cretu também destaca que testemunhou “o sucesso de Portugal na implementação da política de coesão”, algo que considera se dever muito ao papel de Pedro Marques, e nota que “Portugal é um dos países de topo em termos de implementação de fundos”.

Palavras que surgem numa altura em que Pedro Marques é criticado pela oposição ao PS pela má aplicação dos fundos comunitários no período em que foi ministro do Planeamento.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

1 × 2 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.