Início País Marques Mendes: “Costa sabe mais de política a dormir do que os...

Marques Mendes: “Costa sabe mais de política a dormir do que os outros acordados”

COMPARTILHAR

A ameaça de o Governo apresentar a demissão foi vista por Marques Mendes como “taticismo” de António Costa, misturado com uma dose de “oportunismo político”. No entanto, para o comentador político, no final do dia foi o primeiro-ministro quem saiu por cima.

No seu habitual espaço de comentário na SIC, Luís Marques Mendes teceu elogios à estratégia de Costa, após o primeiro-ministro ameaçar a demissão do Governo caso o diploma dos docentes fosse aprovado. Segundo o comentador político, António Costa bateu o pé aos “amadores” Rui Rio e Assunção Cristas.

A crise política “de fim-de-semana”, que começou na sexta-feira e acabou no domingo, teve no final um verdadeiro vencedor: António Costa. O social-democrata admite que o primeiro-ministro “dramatizou”, mas que pôs ordem na casa, obrigou PSD e CDS a recuar e terminou com a crise.

Marques Mendes concorda com António Costa quanto à reposição integral do tempo de serviço dos docentes e defende que esta “é uma decisão financeiramente insustentável para as finanças públicas”.

“Não podemos ter saído da bancarrota e estar a criar condições para termos novamente problemas de défice”, justificou Luís Marques Mendes.

Para o comentador político, a aprovação do diploma dos docentes seria justa para eles, mas não para os trabalhadores privados — com vencimentos mais baixos do que tinham antes da crise — ou para os desempregados, pensionistas e reformados.

Marques Mendes destacou ainda a inteligência de Costa na gestão desta crise política, principalmente numa altura em que estava “em dificuldades com a geringonça“, no que toca à saúde e às eleições europeias. A jogada de Costa permitiu ganhar autoridade e consolidar a ideia de maioria absoluta nas legislativas.

Desleixo ou amadorismo do PSD e CDS

“Encontrou um cenário para fazer teatro por ingenuidade, desleixo ou amadorismo do PSD e CDS, que lhe estenderam a passadeira vermelha ao aprovarem na comissão parlamentar os nove anos de recuperação dos professores”, explicou Marques Mendes.

“Nenhum ministro das Finanças do CDS ou PSD daria aval ao que aprovaram na comissão parlamentar, na quinta-feira”, atira Marques Mendes, dizendo que, do ponto de vista de credibilidade, foi um erro PSD e CDS aparecerem aliados ao BE e ao PCP.

Para o comentador da SIC, António Costa é um “profissionalão da política” e “sabe mais de política a dormir do que os outros acordados”. A oposição não teve outra escolha e “por amadorismo ou falta de jeito, Rio e Cristas colocaram-se a jeito e não tiveram alternativa senão recuarem”.

As eleições europeias podem também agora ganhar uma nova cor. “É um novo élan para as Europeias, que estavam a correr mal ao PS”, diz Marques Mendes. A mais recente sondagem mostrou que PS e PSD podem empatar, com o PS a estar à frente do PSD por pouco mais de 1%.

Contudo, Luís Marques Mendes afirmou ainda que o candidato Pedro Marques foi um erro de casting por parte do Partido Socialista.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

fourteen − one =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.