Início Castelo de Paiva XIII Feira Social de Castelo de Paiva mostrou dinâmica das IPSS locais

XIII Feira Social de Castelo de Paiva mostrou dinâmica das IPSS locais

COMPARTILHAR
Feira Social
Feira Social

Castelo de Paiva voltou animar-se com a realização da XIII Feira Social, uma iniciativa que, no âmbito do trabalho desenvolvido pela Rede Social, continua a ser promovida pela Câmara Municipal, com a colaboração das IPSS Locais – Instituições Particulares de Solidariedade Social e que teve como objectivo dar a conhecer o trabalho realizado pelas diversas entidades que, no território concelhio, trabalham na área social, assim como as dinâmicas de parceria que vão sendo criadas e fortalecidas durante a sua atividade.

O evento, teve lugar no espaço do Largo do Conde que sustenta a organização enquadrada num modelo diferente, obviamente envolvendo todos os parceiros da Rede Social para a concretização de uma jornada social que ao longo de dois dias, vai potenciar uma intervenção em diversas áreas de atividade, abrangendo crianças e jovens, seniores e cidadãos portadores de deficiência e outras parcerias.

O presidente da Assembleia Municipal, Gouveia Coelho, louvou a iniciativa que considerou ser o grande ponto de encontro das IPSS do concelho, todas elas desenvolvendo um trabalho notável, uma oportunidade para conhecer o que se faz de bom na área social e no interesse colectivo, deixando depois algumas considerações para que o Estado Social esteja cada vez mais ao serviço da comunidade.

A recordar a importância das IPSS na dinâmica económica do concelho e o contributo que têm dado no progresso local, foi destacada a ação da Rede Social na organização deste certame social, que todos os anos se renova e tem sido um sucesso, realçando um conjunto de medidas que o município tem implementado junto da comunidade, como os projetos MICAS, RIAA e SOl, orientados para diversas respostas sociais no âmbito da terceira idade, ao mesmo tempo que aproveitou o momento para anunciar dois novos projetos sociais que vão avançar em breve no território paivense, o Balcão da Inclusão e o Projeto REPARA, desenvolvidos pela Câmara Municipal.

Aproveitando a presença do diretor regional da Segurança Social de Aveiro, este responsável municipal lembrou os projetos pendentes de diversas IPSS locais, como o alargamento da área residencial da APPACDM, a construção da sede social do Centro Cívico Viver S. Martinho, a obra da ERPI e sede social da Associação Social S. Gonçalo de Nojões e o alargamento do espaço residencial da ARPIP, solicitando o melhor apoio para que as intervenções possam avançar o mais rápido possível.

Num tempo em que o gabinete local da Rede Social concretiza mais um ano de intensa atividade, com um trabalho notável, no âmbito do apoio e da solidariedade social junto da comunidade paivense. Continuaram a trabalhar em conjugação de esforços e recursos, para colmatar dificuldades, para minimizar e combater eficazmente a pobreza e a exclusão social e, ir ao encontro das pessoas mais necessitadas, considerando que, entender a responsabilidade social e apostar na valorização da condição humana é um dever de todos, enquanto cidadãos.

Mostrando-se preocupado com a baixa taxa de natalidade que o concelho apresenta, o presidente da Câmara Municipal evidenciou a nobreza e o excelente trabalho de proximidade prestado pelas IPSS na área social, por vezes em circunstâncias bem difíceis junto da comunidade, estabelecendo uma cobertura que é uma referencia no distrito, ao mesmo tempo que lembrou vários projetos para que, um conjunto de instituições locais possam agarrar e ajudar a alavancar projetos e novas dinâmicas sociais, potenciar serviços com mais amplitude e qualidade.   

Depois de elogiar a autarquia paivense por saber ser sensível a estas questões e ter apostado forte na área social, foi realçada a força e a dinâmica destas instituições, que também mostram as potencialidades da terra, num encontro saudável de partilha que importa relevar, lembrando a importância da empregabilidade deste setor, com muitas respostas sociais a garantir trabalho a muita gente no distrito, aproveitando o momento para anunciar para este ano, novos planos de investimento, no âmbito do programa comunitários PARES, para alargamento da rede de equipamentos sociais, esperando que algumas IPSS de Castelo de Paiva possa ser beneficiadas para alargamento e remodelação de instalações.

Referindo que a solidariedade social é fundamental para progresso da comunidade, o diretor regional de Aveiro da Segurança Social referiu-se aos ataques que tem sido constantes aos organismos do Estado e à Segurança Social em particular, sublinhando os perigos da Segurança Social terminar, porque acabaria a grande almofada social dos cidadãos.

A feira arrancou com uma Ação de Sensibilização por parte da GNR para a “ Condução Segura “, e na Sessão de Abertura marcaram presença o presidente da CM, Gonçalo Rocha, do vereador da Ação Social, José Carvalho, do diretor do Centro Distrital da Segurança Social de Aveiro, Fernando Mendonça, e do reverendo Padre Fernando Sérgio, para logo a seguir registar-se a apresentação dos Projetos “ Repara “ e do Balcão da Inclusão, seguindo-se o habitual périplo pelos espaços das IPSS e instituições e entidades presentes no certame.

Durante a tarde realizou-se uma demonstração de meios dos Bombeiros Voluntários de Castelo de Paiva e de actividades com a GNR, bem como algumas apresentações doProjecto RIAA, sendo que a noite contemplou a participação musical da Banda LMC.

O programa para Sábado, iniciou-se com uma Caminhada, uma Aula de Zumba, e atividades desportivas com Jogos TradicionaisTorneio de Sueca e Artes e Ofícios,seguindo –se a entrega de prémios do Campeonato Municipal de Bóccia Sénior ( ARPIP foi a grande vencedora do 5º Campeonato Municipal ), sendo que à hora do almoço aconteceu mais uma edição do Festival das Sopas ( Arca do Sabor ) com a participação de 8 entidades, e durante a tarde, para além de rastreios, mural de pinturas e insufláveis, atelier de turismo e ambiente, mascotes, foram programadas diversas atividades de animação, lúdicas e recreativas, com a participação do Rancho Folclórico Infantil do CS do Couto Mineiro do Pejão e da Academia de Danças de Castelo de Paiva, para além da apresentação do “ Centro Saber “, seguindo-se uma atividade do Projeto MICAS e uma apresentação da APPACDM de Castelo de Paiva.

O programa da noite foi preenchido com um espetáculo musical com a participação da Tuna da Universidade Sénior de Castelo de Paiva, registando-se depois a realização da segunda edição do Concurso “ Got Talent Castelo de Paiva “, cujo objectivo principal continua a ser potenciar a descoberta de novos talentos nas mais diversas áreas artísticas, sendo que, ao organizar este concurso, a Rede Social de Castelo de Paiva procura novos valores, gente que se possa distinguir nas mais diversas áreas artísticas e culturais, propondo-se também, dá-los a conhecer no concelho, sendo que a vencedora desta edição de 2019, foi a Inês Gonçalves, de 12 anos, de Pedorido.