Logo paivense
Logo paivense

Portugal é o país onde mais se acentuou a diferença salarial entre géneros em 5 anos

Num dia em que se comemora o Dia das Mulheres, tentamos perceber como está a atualidade das mulheres. Igualdade de género é um termo que muitas mulheres consideram não existir na sociedade.

Portugal é o país onde mais se acentuou a diferença salarial entre 2011 e 2016.

A maior diferença, afirmam, envolve a igualdade no trabalho. Em três portugueses com salários baixos, existem duas mulheres. Os portugueses com salários mais altos são os homens, havendo uma diferença salarial de 320€ entre os vencimentos masculinos e femininos (dados do Gabinete de Estratégia e Planeamento do Ministério do Trabalho e da Solidariedade Social (GEP/MTSSS).

Há muitas mulheres que se queixam da falta de compreensão dos patrões depois de serem mães. Para as mulheres, ser mãe é descrita como a maior profissão da sua vida, mas também a que traz mais recompensas. O problema é quando a gravidez é um impedimento para a sua carreira e as impedem de chegarem aos lugares de chefia, que são, atualmente, liderados por homens.

Os filhos ficam constantemente doentes e as mães necessitam de colocar baixa para poderem acompanhar e auxiliar na recuperação dos seus filhos, já que as creches recomendam o acompanhamento longe destas instituições. Mas, até que ponto, está um patrão disposto a aceitar sucessivas faltas no trabalho?!

Hoje em Espanha, país vizinho, as mulheres protestam a desigualdade de género, nomeadamente em questões de remuneração financeira. O El país também aderiu à greve de hoje pela diferença salarial entre homens e mulheres.

E você, já foi alvo desta desigualdade de género?

LEIA MAIS:

Curiosidade: Sabe porquê que hoje é dia da mulher?