Logo paivense
Logo paivense

Praticamente todas as vítimas mortais tinham outras doenças e a média de idades situa-se perto dos 80 anos

Portugal registou hoje a sua sexta vítima mortal devido ao surto de covid-19.

Neste momento já se conseguem reunir algumas informações e com elas estabelecer um padrão do que estas vítimas têm em comum.

Duas das vítimas mortais sofriam de cancro do pulmão em fase avançada. A vítima mais velha, uma senhora de 94 anos lutava contra várias patologias que a deixavam extremamente debilitada e, a quarta vitima de 89 anos estava internada a recuperar de um AVC.

Outra informação a silentar é o facto da média de idades das vítimas mortais se situar perto 80 anos.

Estes dados colocam Portugal em linha com os outros países com vítimas registadas associadas ao covid-19. Esta pandemia faz sobretudo vítimas entre as faixas etárias mais velhas e pessoas que sofrem já de patologias de alguma gravidade. Como é sabido com o sistema imunológico debilitado é mais difícil lutar e recuperar deste vírus.

As classes mais jovens devem preocuar-se sobretudo em não serem transmissores da doença seguindo as regras da OMS.