Início Agenda Jantar Solidário de Natal da AFVT de Entre-os-Rios move sociedade paivense

Jantar Solidário de Natal da AFVT de Entre-os-Rios move sociedade paivense

O jantar solidário organizado pela Associação dos Familiares vítimas da tragédia de Entre-os-Rios movimentou os habitantes de Castelo de Paiva e região em prol da causa humanitária.

COMPARTILHAR
Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República Portuguesa, e Augusto Moreira, presidente da AFVTER em inauguração do centro de acolhimento

Na noite de passado 8 de dezembro, centenas de pessoas reuniram-se na sede do Rancho de São Martinho por volta das 20h para demonstrar o seu apoio às famílias das vítimas da tragédia de Entre-os-Rios  e ajudar a projectos sociais relevantes que tem favorecido a toda a comunidade paivense e dos concelhos vizinhos, como fruto da iniciativa destes familiares que fundaram há 10 anos a Associação das Famílias das Vítimas da Tragédia de Entre-os-Rios (AFVTER).

Presidente da AFVTER, Augusto Moreira junto com Paulo Teixeira, sócio honorário, e Manuel da Rocha Gonçalves tesoureiro.

Neste jantar solidário, organizado pela AFVTER, habitantes de toda região puderam demonstrar sua generosidade, adquirindo prendas e a contribuir para a instituição, que não apenas ampara aos que directamente foram afectados pela tragédia de 2001, mas que hoje atende a crianças e jovens de toda região, e serve a toda comunidade através de programas sociais.

“Este jantar solidário vem ao encontro daquilo que é o plano de actividades da associação. Desde o início achamos pertinente ter um jantar natalício, não apenas por ser solidário e naturalmente ajudar a dinâmica social da nossa casa de acolhimento, mas também por ser um momento em que as famílias podem conviver, não apenas os sócios, mas também as pessoas amigas da associação. Temos uma grande expectativa porque aqui há pessoas de todos os concelhos, de Aveiro, Arouca, Castelo de Paiva, Porto, e isso representa claramente a dinâmica da instituição mas o nosso objectivo de proporcionar à população em geral , não apenas as pessoas em risco atendidas pela associação, uma vida melhor”, declarou o presidente da associação, Augusto Moreira.

Momento de homenagem aos familiares, voluntários, funcionários e colaboradores da associação durante o Jantar Solidário

A associação surgiu por iniciativa de familiares que após o acidente de 4 de Março de 2001, no qual faleceram cinquenta e nova pessoas, cinquenta e quatro das quais do concelho de Castelo de Paiva, duas do concelho de Cinfães, duas de Gondomar e uma de Penafiel, alguns familiares das vítimas do colapso da ponte Hintze Ribeiro, viram a necessidade de constituir uma comissão com o objectivo de lhes dar voz. Tendo como área de intervenção as crianças e jovens em risco, e pretendendo desenvolver trabalho nessa âmbito, decidiram, com base nas características peculiares do Distrito de Aveiro, construir uma Casa de Acolhimento para crianças e jovens em risco por considerarem tratar-se de uma área com défices em termos de resposta.

Marcelo Rebelo de Sousa, presidente da República Portuguesa, e Augusto Moreira, presidente da AFVTER em inauguração do centro de acolhimento

Paulo Teixeira, sócio honorário da AFVTER, conta um pouco mais sobre a iniciativa: “após a fundação da associação, não haviam recursos financeiros para comprar um terreno, e na altura, enquanto eu era presidente da câmara, a CM de Castelo de Paiva cedeu à associação um dos melhores terrenos disponíveis, na margem do Douro. O curioso é que foi o Douro quem reuniu estas famílias, devido a tragédia, e hoje nosso edifício fica virado para o Douro. No início foram 150 mil euros de donativos, e hoje temos anualmente 350 mil euros para realização dos nossos projectos, que também são apoiados pela Segurança Social, e que tem como objectivo apoiar crianças e jovens em risco de toda a região, não apenas do concelho de Castelo de Paiva. No terreno cedido pela câmara, temos um edifício de dois pisos e meio, aonde atendemos a estes jovens, com recursos de donativos e também do governo, do qual prestamos conta anualmente, pois somos uma IPSS, e temos funcionários a trabalhar na associação também, para sua perfeita manutenção. Enquanto IPSS o objectivo principal passou e passa pela construção de uma obra social de abrangência nacional”.

Grupo musical LMC, formado por crianças de Santa Maria de Sardoura.

O jantar teve um clima de confraternização e alegria. Com casa cheia, foram servidas comidas típicas da época natalícia e vinhos, além da participação do grupo musical LMC, formado por crianças de Santa Maria de Sardoura, que animou a todos os presentes, que dançaram e cantaram junto com os LMC.

A associação tem a sua sede na Avenida Jean Tyssen em Oliveira do Arda, na União de freguesias de Raiva, Pedorido e Paraíso, concelho Castelo de Paiva, distrito de Aveiro e o seu âmbito de ação abrange todo o território nacional, com especial incidência no Distrito de Aveiro e Municípios do Vale do Sousa e dentro destes, no de Castelo de Paiva.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

four × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.