Início Castelo de Paiva Rota dos Ofícios em Castelo de Paiva promete mostrar o que há...

Rota dos Ofícios em Castelo de Paiva promete mostrar o que há de melhor no concelho em cultura, saberes e tradições

Projecto será dividido em quatro rotas temáticas pelo concelho de Castelo de Paiva.

COMPARTILHAR
Presidente Gonçalo Rocha visita oficina de cobres artísticos no concelho de Castelo de Paiva

Apresentando-se como um território rico em saberes, tradições e cultura, o concelho de Castelo de Paiva que valorizar a Rota dos Ofícios Tradicionais da Terra de Payva,um projecto promovido pela edilidade paivense e pela ADRIMAG, que terá como entidade dinamizadora o Posto de Turismo local, que vai disponibilizar apoio e ajuda na marcação de visitas e a adequada orientação aos artesãos sinalizados. A apresentação oficial está marcada para o próximo Sábado, dia 2 de Março, pelas 15 horas, no espaço do Centro de Interpretação da Cultura Local.

É deste conjunto de pessoas e artes que nasce a Rota dos Ofícios Tradicionais da Terra de Payva, que será dividida em quatro rotas temáticas ( Rota da Madeira e Outros, Rota do Metal e das Pedras, Rota dos Tecidos e Calçado e Rota da Gastronomia )  potenciando a visita aos ofícios tradicionais da região e a conhecer as pessoas e os processos que estão na sua origem, contribuindo para manterem viva a tradição e cultura paivenses.

 Ao longo dos tempos, os paivenses apropriaram-se da paisagem, adaptaram-se ao seu ritmo e desenvolveram artes, ofícios e culturas que foram sustentando o desenvolvimento desta comunidade, sendo que, até um passado bastante recente, antes da generalização da tecnologia e da industrialização do concelho, a população local fazia a sua vida sustentada nos ofícios tradicionais.

E são esses ofícios tradicionais que vão poder divulgados e visitados, valorizando-se os mais relevantes e aqueles que se vão mantendo ao longo dos anos, como a arte de trabalhar o cobre, a cestaria tradicional, a tecelagem em teares tradicionais, nomeadamente artesanais em madeira e em pedra de xisto, e ainda, a moagem tradicional, com aproveitamento dos recursos hídricos.

Este é um projecto promovido pela Câmara Municipal e pela ADRIMAG, financiado pelo Norte2020, desenvolvido por uma equipa de jovens paivenses e inclui brochuras, sinalética e uma aplicação móvel para guiar todos quantos queiram conhecer os nossos ofícios mais tradicionais como a arte de trabalhar o cobre, a cestaria tradicional, a tecelagem em teares, artesanato em madeira e em pedra de xisto, e ainda, a moagem tradicional.

Mas existem outros ofícios de referência no concelho, como o famoso ferreiro da Cêpa em Fornos, que ainda trabalha com mais de 85 anos,  o Sr. Constantino Ferreira, de Sardoura, provavelmente o barbeiro mais velho do país em actividade; a barbearia Camelo localizada numa emblemática rua da vila, ou mesmo o Sr. Fernando Falcão, fabricante de redes de pesca artesanais, tal como  o Sr. António de Cerdeira, sapateiro de Sardoura, todos eles desenvolvendo ofícios que estavam intimamente relacionados com o carácter rural da região, bem como com a agricultura, tendo outrora desempenhado um papel crucial na economia local.

Actualmente, grande parte destes ofícios, perdeu a sua importância  na economia local, sendo mantidos pelos seus promotores apenas por gosto pela arte, mas há contudo, exemplos de empreendedorismo e dinâmicas de negócio criadas a partir dos ofícios tradicionais, nomeadamente no trabalho manual e artístico do cobre, uma indústria artesanal que tem bastante expressão na freguesia de S. Martinho.

Apesar de as rotas estarem agrupadas por temáticas, é possível visitar de forma independente cada artesão, sendo que as rotas foram desenvolvidas para serem visitadas de carro, e na informação de cada artesão poderá encontrar as coordenadas GPS da sua localização, para que mais facilmente encontre o que pretende, devendo contactar o Posto de Turismo para qualquer informação adicional, através do 255 689500.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

15 − one =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.