Início Economia Escassez de combustíveis em Portugal é destaque na imprensa estrangeira

Escassez de combustíveis em Portugal é destaque na imprensa estrangeira

Tiago Petinga / Lusa

Portugal é notícia em vários meios de comunicação internacionais, com as consequências da greve dos motoristas de matérias perigosas a ser título em órgãos de comunicação do Reino Unido, Espanha, Estados Unidos e França.

“Greve de motoristas de camiões-cisterna desencadeia ‘crise energética’ em Portugal”, noticiou esta quarta-feira a edição online do “Financial Times”, citado pela agência Lusa.

O jornal britânico escreveu que “o governo português implementou medidas de emergência para salvaguardar o abastecimento de combustível para ambulâncias, aeroportos, bombeiros e outros serviços críticos, quando a greve de motoristas de camiões-cisterna entrava no terceiro dia”.

“Crise energética de Portugal agrava-se com o arrastar da greve dos motoristas de camiões-cisterna de combustíveis”, anunciou também a Reuters. “A escassez de energia em Portugal intensificou-se esta quarta-feira, com a greve dos motoristas a entrar no terceiro dia, no pior tumulto industrial do mandato de quatro anos do governo socialista”.

A greve também é notícia na BBC: “Escassez de combustível em Portugal com greve dos transportadores”, divulgou a cadeia britânica no seu site, onde escreveu que “os postos de combustíveis estão a ficar secos em todo o país, apenas alguns dias depois dos motoristas terem começado uma greve nacional devido aos salários e condições” de trabalho.

O Independent publicou que “a greve de combustível atinge passageiros e condutores no início da corrida das viagens de Páscoa”.

Já o Sun alertou na sua edição ‘online’ que “os britânicos que se dirigem para Portugal podem ver os seus voos cancelados ou desviados porque os aeroportos locais estão a ficar sem combustível”. O jornal britânico indicou ainda que “os passageiros que viajaram com a EasyJet e a Ryanair já foram afetados por voos desviados ou cancelados”.

O jornal espanhol El Mundo também noticiou que “a greve de transportadores paralisa Portugal e põe em risco as deslocações da Semana Santa”, tendo acrescentado que “metade dos postos de combustível portugueses estão secos e o preço disparou onde ainda há combustível”.

O New York Times, por sua vez, avançou que os “postos de combustíveis portugueses estão a ficar secos”, com uma notícia da Associated Press, em que referiu que “a greve de cerca de 800 motoristas de materiais perigosos provocou uma corrida para encher depósitos, encerrando centenas de postos de combustível”.

Na terça-feira, o francês “Le Figaro” publicou que o governo socialista de Portugal recorreu à requisição civil de transportadores de combustível para fazer face à greve dos motoristas de matérias perigosas, “cuja greve levanta o risco de escassez em todo o país, em particular nos aeroportos”.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

2 × 4 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.