Início Ciência Vai ser criado o primeiro registo nacional de cancro em animais de...

Vai ser criado o primeiro registo nacional de cancro em animais de estimação

A Vet-OncoNet (Veterinary Oncology Network) quer registar os tumores surgidos em animais de companhia, para que investigadores possam estudar que influências externas e que fatores de risco lhes podem estar associados.

A equipa responsável, chefiada pelo professor e investigador João Niza Ribeiro, pretende, segundo o Observador, avançar com uma iniciativa de crowdfunding destinada à sensibilidade dos donos dos animais que contraem doenças.

A plataforma vai disponibilizar um registo de todos os casos de cancro, com a ajuda dos laboratórios de diagnóstico e das clínicas veterinárias. A ideia é “ter uma imagem mais concreta do que é que acontece no país e até internacionalmente”, à semelhança do que acontece com o registo oncológico em humanos, numa altura em que se sabe que 70% dos casos de cancro têm influência do exterior.

A criação pioneira em Portugal é de uma equipa que une dois institutos da Universidade do Porto, o Instituto de Ciências Biomédicas Abel Salazar e o Instituto de Saúde Pública. Como parceiras estarão a Faculdade de Farmácia da Universidade do Porto e a Universidade de Trás os Montes e Alto Douro, que ajudarão a sistematizar a vertente de comunicação, dirigida ao público, que quer “criar uma comunidade que partilhe questões e dúvidas para ajudar as pessoas que têm de cuidar dos animais doentes”, afirmou João Niza Ribeiro, em declarações ao Observador.

O objetivo é criar conhecimento que seja útil à investigação no cancro em humanos. Katia Pinello garantiu ao mesmo jornal que os animais “podem servir como sentinelas para prevenção do cancro nos humanos”.

“Ao viverem menos tempo, o desenvolvimento de neoplasias, com influência do ambiente vai ocorrer mais cedo. Enquanto um humano precisa de estar 20 anos exposto a um perigo, um animal precisa de estar apenas oito”, referiu.

Segundo Pinello, a distribuição de tumores em humanos e em animais é semelhante quanto à zona geográfica, uma vez que as duas espécies “são muito parecidas anatomicamente e patologicamente”.

O estudo comparativo de tumores em humanos e em animais faz parte do conceito de “One health” (Uma Saúde), que defende a influência dos fatores ambientais tanto no surgimento de cancro nos humanos como nos animais de companhia, por partilharem espaços e fatores de influência externa.

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

seven + 13 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.