José Sena Goulão / Lusa

Em junho registaram-se 81,2 mil jovens sem trabalho, mas que procuravam ativamente emprego e estavam disponíveis para trabalhar, um valor semelhante a alguns meses de 2017 ou mesmo de 2009, de acordo com os dados do Instituto Nacional de Estatística (INE).

Segundo avançou esta segunda-feira o Público, 25,6% da população ativa entre os 15 e os 24 anos está desempregado. Em julho, 45 mil jovens até aos 24 anos estavam inscritos nos centros de emprego, mais 58% do que no mesmo mês do ano passado.

Para o economista e antigo presidente do Instituto do Emprego e Formação Profissional (IEFP) Francisco Madelino, vai ser difícil uma mudança de panorama no mercado de trabalho, pelo menos, até à primavera do próximo ano.

Ao Público, indicou que haverá menos ofertas de trabalho por parte das empresas e menos os jovens a procurar emprego, por falta de expectativas ou devido à pandemia.


Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

two × 1 =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.