Logo paivense
Logo paivense

Sporting mantém viva a chama do título, mas continua com Braga ‘à perna’

O Sporting manteve ‘viva a chama’ na luta pelo título ao vencer hoje o Rio Ave por 2-0, a fechar a 27.ª jornada da I Liga de futebol, mas continua com o Sporting Braga ‘à perna’, a quatro pontos.

Os ‘leões’ partiram para esta jornada com o ‘handicap’ de terem jogado na República Checa na quinta-feira, frente ao Viktoria Plzen, jogo que teve prolongamento, e o receio de que os jogadores acusassem o desgaste, mas a verdade é que acabou por vencer sem dificuldade de maior face a um Rio Ave que tem vindo a decair de rendimento a cada jornada que passa.

O facto de a equipa de Vila do Conde ser fiel a uma identidade de jogo seja qual for o adversário que tem pela frente acabou por facilitar a vida ao Sporting, que esteve sempre ‘por cima’ do jogo, marcou cedo, aos 24 minutos, por Gelson Martins, e confirmou o triunfo aos 84, por Bas Dost.

Este triunfo mantém o Sporting na terceira posição com 65 pontos, a três do Benfica, que é segundo, e a cinco do líder FC Porto, mas tem o Sporting Braga, que venceu hoje de forma categórica em Chaves por 4-1, a quatro pontos, sendo que se desloca justamente à ‘Pedreira’ na próxima jornada.

Já o Rio Ave confirmou a fase decrescente de rendimento que atravessa e que justificam que o Marítimo, que veio recentemente de uma série negativa de nove jogos consecutivos para o campeonato sem vencer (sete derrotas e dois empates), esteja a apenas um ponto e a ameaçar o quinto lugar dos vila-condenses.

O Sporting de Braga confirmou o bom momento que atravessa ao vencer hoje o Desportivo de Chaves por 4-1, vitória concludente que começou a ser ‘desenhada’ aos 27 minutos, com um golo do central Bruno Viana, e que se foi avolumando com os golos de Ricardo Horta, aos 38, de Paulinho, aos 73, e novamente de Ricardo Horta (90+1), enquanto o ‘golo de honra’ dos transmontanos foi marcado por Platiny, aos 76.

Os ‘arsenalistas’ somaram a sexta vitória consecutiva e os flavienses sofreram a terceira derrota consecutiva, descendo ao oitavo lugar, com 36.

Por sua vez, o Moreirense impôs-se hoje ao Belenenses por 2-1, apesar de ter ‘oferecido’ um autogolo aos ‘azuis’, aos 27 minutos, por Florent, graças aos golos de Licá, aos 49, e TóZé, a seis minutos do fim.

Com esta vitória, o ‘aflito’ Moreirense deu um pulo na classificação, aproveitando o empate entre o Estoril e o Paços de Ferreira, seus adversários na luta pela manutenção, e do Vitória de Setúbal na receção ao Portimonense, além da derrota do Feirense perante o Benfica em Santa Maria da Feira.

A equipa de Moreira de Cónegos subiu da 17.ª e penúltima posição para o 14.º posto com os mesmos 25 pontos do Desportivo das Aves, que foi perder hoje ao terreno do Vitória de Guimarães também por 2-1. Já o Belenenses mantém-se em 12.º lugar, mas quebrou uma série de quatro jogos sem perder.

Um ‘bis’ de Hurtado permitiu hoje ao Vitória de Guimarães derrotar o Desportivo das Aves por 2-1 e encerrar uma série de cinco encontros sem triunfos.

O médio peruano, de 27 anos, inaugurou o marcador aos oito minutos, de grande penalidade, e apontou o golo do triunfo vitoriano aos 71, já depois de Amilton ter empatado, aos 39, numa partida com domínio alternado, em que o Vitória, agora nono classificado, com 33 pontos, acabou por ser superior ao Aves, 13.º, com 25.