José Sena Goulão / Lusa

O presidente da Confederação de Turismo de Portugal (CTP), Francisco Calheiros

O primeiro-ministro, António Costa, e o ministro da Economia, Pedro Siza Vieira, reuniram-se na quinta-feira com a Confederação do Turismo de Portugal para estudar um regime de lay-off específico para esse setor.

Devido ao grande impacto económico que o setor do turismo em Portugal sofreu devido à pandemia de covid-19, o Governo está a estudar a implementação de um regime de lay-off específico para esse setor.

Em declarações à Renascença, no final da reunião, Francisco Calheiros, presidente da Confederação do Turismo de Portugal, disse que a possibilidade de um regime de lay-off específico faz sentido num setor que está a ser fortemente afetado pela pandemia.

“Penso que será, obviamente, para todas as empresas ligadas ao turismo. É o que faz sentido neste momento. Há atividades que, ainda bem para elas, estão a recuperar muito, mas há atividades, como por exemplo o turismo, que não estão a recuperar tanto”, explicou Francisco Calheiros.

O presidente da Confederação explicou que, a ser implementado, o regime de lay-off específico será “menos regional e mais setorial, para todo o setor”.

No início de junho, a Confederação do Turismo de Portugal propôs ao Governo 99 medidas para mitigar as consequências “gigantescas” que a pandemia está a ter no sector, apontando um cenário de “eclipse total e asfixia”.

Uma das medidas abrangentes defendia o prolongamento do regime de lay-off simplificado até ao primeiro semestre de 2021, algo que os operadores turísticos têm vindo a defender.

O plano propunha igualmente a recuperação do regime de banco de horas por um período mínimo de um ano, a simplificação do regime de teletrabalho, a promoção do sistema de horário concentrado e medidas de apoio à formação.

Pediam-se ainda mais verbas para promoção de Portugal como destino turístico e a disseminação do selo “Clean & Safe”, atribuído pelo Turismo de Portugal, a todo o sestor.

Fonte: ZAP

DEIXE UMA RESPOSTA

Please enter your comment!
Please enter your name here

two × four =

Este site utiliza o Akismet para reduzir spam. Fica a saber como são processados os dados dos comentários.