Logo paivense
Logo paivense

Rainha Elizabeth II celebra 92 anos

 A futura rainha Elizabeth II em imagem originalmente em preto e branco posteriormente colorida pela artista plástica mineira Marina Amaral (Foto: Marina Amaral/Arquivo pessoal)

A futura rainha Elizabeth II em imagem originalmente em preto e branco posteriormente colorida pela artista plástica brasileira Marina Amaral (Foto: Marina Amaral/Arquivo pessoal)

Elizabeth Alexandra Mary – apelidada de “Lilibeth” por sua família – era a terceira na linha de sucessão ao trono, atrás de seu tio Edward, príncipe de Gales, e seu pai Albert, duque de York.

Nasceu em abril de 1926 e foi criada por tutoras. Mudou-se para o palácio de Buckingham em 1937, quando seu pai foi coroado, depois que seu tio Edward VIII abdicou ao trono para se casar com a divorciada americana Wallis Simpson. No fim da Segunda Guerra Mundial, aos 18 anos, se integrou às Forças Armadas como motorista.

Em novembro de 1947 se casou com seu primo em terceiro grau, o comandante naval Philip Mountbatten, que renunciou aos seus títulos de príncipe da Grécia e da Dinamarca para se casar.

Seu primeiro filho, o príncipe Charles, nasceu em 1948. Foi seguido pela princesa Anne, em 1950, pelo príncipe Andrew em 1960 e pelo príncipe Edward em 1964.

Elizabeth II se tornou rainha com apenas 25 anos, após a morte repentina de seu pai, o rei George VI, em 1952.

Antes disso, em seu 21º aniversário, prometeu dedicar sua vida ao império britânico em um programa de rádio na Cidade do Cabo, onde viajava com sua família.

“Declaro a todos vocês que toda a minha vida, seja longa ou curta, estará dedicada a vosso serviço e ao serviço de nossa grande família imperial à qual todos pertencemos”, declarou.

Quando ela ascendeu ao trono, Winston Churchill era primeiro-ministro, a Índia havia acabado de conseguir sua independência e a Grã-Bretanha ainda governava em partes da Ásia e da África.

Desde então, converteu-se em um símbolo de constância que atravessou a desintegração do império, a Guerra Fria, as mudanças sociais do pós-guerra e dos anos 60, e a chegada da era digital, com a abertura de uma conta no Twitter.

Os tempos mudaram e a popularidade da monarquia sofreu altos e baixos, mas a rainha sempre foi uma figura popular, possivelmente a mulher mais reconhecida do mundo.

Sucessão

A rainha Elizabeth II durante a reinauguração da Sir Joseph Hotung Gallery of China and South Asia no British Museum, em 8 de novembro de 2017 (Foto: Daniel Leal-Olivas/Pool/AFP)

A rainha Elizabeth II durante a reinauguração da Sir Joseph Hotung Gallery of China and South Asia no British Museum, em 8 de novembro de 2017 (Foto: Daniel Leal-Olivas/Pool/AFP)

O recorde de reinado de Elizabeth II significa que agora há três gerações de futuros monarcas na lista de herdeiros, algo que não acontecia desde a morte de Vitória.

O filho mais velho da rainha, o príncipe Charles, de 67 anos, é agora mais velho que a idade de aposentadoria britânica. Ele é o herdeiro que passou mais tempo na função na história britânica, pois ostenta a honra desde os três anos.

Fonte: G1