Logo paivense
Logo paivense

Bombeiro agredido por refugiado infetado com covid-19

No passado domingo, um bombeiro pertencente à corporação da Ajuda, Lisboa, foi agredido por um refugiado infetado com a covid-19.

Na altura da agressão o bombeiro estava a preparar a chegada de 32 refugiados à mesquita de Lisboa.

Estas 32 pessoas eram requerentes de asilo e estavam a ser transferidos da Base Militar de Santa Margarida. Destas 32 pessoas, 15 estão infetadas com o novo coronavirus.