Logo paivense
Logo paivense

Estrada onde morreram seis pessoas espera por obras há oito anos

Paulo Cunha / Lusa

A requalificação do Itinerário Complementar 8, onde esta segunda-feira morreram mais seis pessoas numa colisão frontal, já é reclamada há, pelo menos, oito anos.

Na edição desta terça-feira, o Jornal de Notícias avança que, há cerca de dois meses, a Assembleia da República recomendou ao Governo a “requalificação urgente” do Itinerário Complementar 8 (IC8) para “salvaguardar a segurança de pessoas e bens”.

Só este ano, já morreram dez pessoas no IC8, distrito de Leiria, vítimas de acidentes de viação. Os números foram adiantados pelo Comando Territorial de Leiria da GNR depois do acidente que matou seis jovens, esta segunda-feira.

O diário escreve que a sinistralidade e os problemas nesta via não são uma novidade, sendo que, há oito anos, que as obras de requalificação são pedidas.

Em 2010, o social-democrata Fernando Marques, eleito deputado pelo círculo de Leiria, avisava que os troços estavam “visivelmente deteriorados” e que as obras eram “há muito reclamadas pelas populações e autarquias”. Oito anos depois, em agosto, a Assembleia da República recomendou ao Governo a “requalificação urgente” do IC8 para “salvaguardar a segurança de pessoas e bens”.

Em maio deste ano já o Conselho Intermunicipal considerou que o adiamento de obras no referido troço era “indigno de um Portugal moderno, socialmente injusto e facto de inibição de pessoas e de atividade económica”.

As Câmaras de Pombal e Ansião mostraram-se também a favor das obras, assim como o Grupo parlamentar do PSD, que recomendou ao Executivo a “eliminação de zonas de interseção e a construção de zonas de ultrapassagem”.

As causas do acidente desta segunda-feira vão ser investigadas pelo Núcleo de Investigação da GNR, que apenas avança o que foi constatado no local: a viatura que seguia no sentido Pombal-Figueira da Foz entrou na faixa de rodagem contrária e colidiu de frente com o outro veículo ligeiro de mercadorias, tendo-o arrastado cerca de 12 metros.

Segundo a GNR, os veículos pertenciam a duas empresas, uma de construção civil e outra de pavimentos, do concelho de Pombal. O acidente ocorreu pelas 07h00 e o IC8 esteve cortado nos dois sentidos cerca de seis horas, reabrindo na totalidade por volta das 13h00.

Fonte: ZAP