Logo paivense
Logo paivense

Festa do Avante gera prejuízos de quase um milhão em 4 anos

die_linke / Flickr

Jerónimo de Sousa na Festa do Avante

A Festa do Avante, evento de referência para o PCP, registou um prejuízo de 941 mil euros desde 2014, apontam os números entregues pelos comunistas à Entidade de Contas e Financiamentos Políticos (ECFP). 

De acordo com o Jornal de Negócios, que avança com os números nesta sexta-feira, a festa que era considerada uma fonte de receitas para o partido até 2014, tem-se revelado um problema financeiro que quase ascende a um milhão de euros.

A festa da Quinta da Atalaia, que arranca a edição deste ano esta sexta-feira, tem levantado dúvidas sobre a sua organização contabilística, devido ao difícil acesso aos dados financeiros. O PCP rejeitou facultá-los ao diário, mas o Negócios conseguiu-os através da consulta dos registos da ECFP.

De todos os anos que registaram prejuízo, o ano de 2016 foi o pior – nesse ano, a Festa do Avante registou prejuízos de quase 500 mil euros, levando a angariação de fundos a registar um resultado negativo de 419 mil euros.

Nos últimos quatro anos, o evento que serve para angariar fundos para o partido, gerou na sua totalidade prejuízos na ordem de um milhão de euros.

Desde 2003 – ano até ao qual o matutino conseguiu recolher dados – a festa do PCP tinha conseguido resultados positivos, sendo em 2014 que começaram a registar-se prejuízos. Entre 2003 e 2013, o evento deu um lucro de 4,2 milhões de euros.

Fonte: ZAP