Logo paivense
Logo paivense

Proteção Civil registou 490 ocorrências desde as 18:00 de terça-feira

A Proteção Civil registou 490 ocorrências entre as 18:00 de terça-feira e as 15:00 de hoje, sobretudo quedas de árvores e limpeza de vias devido à neve, tendo o distrito de Viseu sido o mais afetado.

“Quedas de árvores, que agora tem um decréscimo, porque foram sobretudo durante a noite com o vento. Agora passou a ser a limpeza de vias a representar o maior número de ocorrências”, disse Carlos Pereira, oficial de operações da Autoridade Nacional de Proteção Civil (ANPC), salientando que não há registo de vítimas ou acidentes graves relacionados com o mau tempo em Portugal continental.

De acordo com a mesma fonte, o distrito de Viseu é o distrito mais afetado, seguido do de Vila Real.

Às 15:30 nenhuma autoestrada, IP ou IC estava obstruída. No entanto, os acessos ao maciço central da Serra da Estrela foram interrompidos cerca das 15:30 devido à queda de neve, acrescentou.

Nove concelhos do distrito de Bragança e sete concelhos de Vila Real mantiveram escolas encerradas devido ao gelo e à neve.

Na sequência da forte queda de neve registada na terça-feira, várias estradas e escolas dos distritos de Viseu, Bragança e Vila Real estiveram hoje encerradas.

Na terça-feira, o Instituto Português do Mar e da Atmosfera (IPMA) colocou estes distritos sob aviso laranja e amarelo devido à queda de neve.

Hoje, estes distritos estão sob aviso amarelo por causa da chuva, que pode ser forte e persistente, e do vento.

O IPMA prevê para hoje no continente céu geralmente muito nublado, períodos de chuva ou aguaceiros, por vezes fortes, e de granizo e queda de neve nos pontos mais altos da Serra da Estrela.

A previsão aponta ainda para condições favoráveis à ocorrência de trovoada, vento moderado a forte do quadrante sul, com rajadas até 80 quilómetros por hora na região Sul, soprando forte, com rajadas até 100 quilómetros por hora, nas terras altas, e subida de temperatura nas regiões Norte e Centro, em especial no interior.