Logo paivense
Logo paivense

Spray nasal com anticorpos de galinhas pode ser a próxima arma contra a covid-19

Foram iniciadas investigações sobre o uso de um spray nasal para proteger temporariamente a população do SARS-CoV-2, o vírus que causa a covid-19, em situações de alto risco. O produto usa anticorpos retirados de galinhas.

A ideia é que as pessoas possam aplicar um spray rápido no nariz antes de entrar no hospital, por exemplo, e revestir a cavidade nasal com anticorpos protetores. Enquanto permanecerem neste ambiente de risco, serão brevemente protegidas da covid-19.

Num ensaio clínico de fase I, cientistas da Universidade de Stanford e da Pesquisa Clínica Linear de Perth estão a investigar um spray nasal protetor que usa anticorpos retirados de gemas de ovo de galinhas.

Conforme detalhado no site SPARK at Stanford, as galinhas são infetadas com a proteína spike do SAR-CoV-2, causando uma enorme resposta imune e a produção de anticorpos específicos para galinhas, conhecidos como imunoglobulina Y (IgY). Estes anticorpos devem chegar aos ovos, que os investigadores depois irão colher e integrar ao spray nasal.

Em teoria, os anticorpos deveriam bloquear a proteína spike do vírus e evitar que o patógeno invada as células.

“O agente de imunidade que estamos a testar não é uma vacina tradicional, que atua de modo a estimular o sistema imunológico de uma pessoa a reconhecer e combater permanentemente um vírus. Em vez disso, as gotas nasais fornecem proteção ao capturar e neutralizar o coronavírus que causa a covid-19 antes deste entrar no corpo”, explica Daria Mochly-Rosen, fundadora do SPARK, num comunicado.

Para testar a eficácia desse método, o spray nasal com anti-corpos de galinhas está a ser testado em 48 pessoas na Austrália. A conclusão do teste está prevista para dezembro de 2020 e, se tudo correr bem, o tratamento pode estar disponível já no início do próximo ano.

O spray nasal protegeria apenas temporariamente contra o vírus e ainda não se sabe por quanto tempo a proteção pode durar, por isso esta só poderá ser uma solução a curto prazo.

No entanto, os investigadores estão otimistas de que podem fornecer uma maneira fácil de manter as pessoas mais ​​seguras durante a pandemia de covid-19 até que uma vacina seja desenvolvida.

As gotas nasais não irão substituir as vacinas e medidas como o uso de máscaras, distanciamento social e lavagem das mãos”, disse Mochly-Rosen. “Contudo, podem desempenhar um papel vital em manter as pessoas seguras enquanto a comunidade médica procura opções para acabar com a pandemia”, destaca.

Segundo o IFLScience, a equipa estima que o custo de uma dose dos anticorpos derivados de galinha seja apenas de 1 dólar (cerca de 84 cêntimos).