Logo paivense
Logo paivense

Ditador coreano Kim Jong-un tem cidadania brasileira

O mistério do passaporte brasileiro de Kim Jong-un leva até o Rio de Janeiro. Segundo documentos obtidos pelo GLOBO por meio da Lei de Acesso à Informação, o ditador da Coreia do Norte teve o seu primeiro passaporte brasileiro expedido pela Polícia Federal do Rio em nome de Josef Pwag, em 31 de agosto de 1990.

Foi com estes documentos (inéditos) que ele e seu pai, o então ditador Kim Jong-il, conseguiram a renovação na embaixada brasileira na República Tcheca, em 1996. No mês passado, o Itamaraty confirmou ao GLOBO a autenticidade e esclareceu que a emissão teve por base um passaporte que o norte-coreano já possuía e tinha sido emitido no Brasil. Mas até agora, não se sabia em que local do país Kim teria conseguido o primeiro documento. Documentos obtidos pelo jornal mostram os formulários referentes à renovação dos documentos de Kim Jong-un e de seu pai.